Greg Berlanti mostra a sua outra face com You, adaptação da novela homônima de Caroline Kepnes que o grande mentor do Arrowverso (e de vários outros projetos) criou para o Lifetime, mas que desembarca na Netflix em 26 de dezembro.

Assisti o piloto da série com certo ceticismo, e terminei o episódio com sensações mistas. Não é o tipo de série que eu acompanharia, pois para mim o plot nada mais é do que uma repetição do mesmo tema, mas com outra roupagem. Mas entendo que tem gente que pode gostar, por diferentes motivos.

You conta a história de Joe (Penn Badgley), um jovem que trabalha em uma livraria que se encanta com uma de suas clientes, a escritora e poetisa Guinevere (Elizabeth Lail). É claro que o encanto rapidamente vira obsessão, e o rapaz começa a perseguir a moça de todas as formas, chegando ao cúmulo de localizá-la, invadir a sua casa, bisbilhotar em suas redes sociais e, munido de muita informação, ir para cima dela sem medo.

Ao descobrir que a vida de Beck (apelido de Guinevere, que é um nome difícil para ficar digitando) não era perfeita, Joe começa a trabalhar para “consertar o que está errado”. Meio na base da força. Literalmente na base da força e da porrada. Afinal de contas, vale tudo por amor.

A série se esforça para ser um thriller psicológico a partir da narrativa do stalker. Ele até tem elaborações bem estruturadas, e seu olhar clínico sobre tudo e todos não o transformou em um ser anti-social. Porém, a trama não apresenta nada de novo.

Meu maior receio (nem tanto, porque não vou continuar na série) é que tudo se resuma a ser um “Dexter wannabe”. Pois toda a mecânica está lá: narrativa em off, tons sombrios, o sarcasmo no discurso, a metodologia aplicada para os crimes, o ar freak/maluco… tudo está lá, prontinho para você.

E foi justamente isso o que me incomodou com You.

A série até tem uma boa premissa, mas ela foi mal executada. É irritante ouvir o Joe falando por quase todo o episódio. É interessante saber os pensamentos e as aspirações do protagonista, mas Dexter fazia isso de forma bem menos cansativa.

Em compensação, pode tudo ser cisma minha. O elenco de You é bom, e a série foi renovada para a segunda temporada pelo Lifetime, de modo que ao menos para a audiência do canal, atrama funciona.

Não se guie pelas minhas falas. Eu mesmo me cansei de You, mas acho que vale a pena ao menos você conferir o piloto.

Vai que…