Antes de George R. R. Martin alcançar o sucesso internacional como criador da saga que deu origem à Game of Thrones, ele já era um bom autor de ficção científica… mas nao para ser roteirista de Star Trek: The Next Generation.

Martin declarou recentemente que atuou de forma breve como roteirista em The Twilight Zone, e tentou a sorte para entrar no time de roteiristas de Star Trek: The Next Generation, que iria começar a sua produção. E foi recusado por “não entender a essência da série”.

Ele foi até o produtor do programa (que durou pouco no posto) e se apresentou, contando parte do seu currículo. E ouviu desse produtor que “Star Trek não era uma série sobre ficção científica, mas sim uma série sobre pessoas”.

Pois é… naquele tempo já usavam a desculpa Lost.

Martin hoje brinca que foi enganado com todas aquelas naves e viagens no espaço.

Será que Martin teria mudado radicalmente o universo Star Trek, se antecipando ao seu tempo e trazendo um monte de mortes à série?

Jamais saberemos.