Eu insisto que a pergunta mais importante quando esse tipo de notícia aparece é: precisamos disso?

The Matrix é um clássico que estava se salvando dos reboots. Estava permanecendo intocável, posição que todo grande clássico de qualquer segmento artístico deveria se manter. Mas… isso vai mudar.

Depois de descobrir recentemente que Will Smith não representou Neo por conta de muito pouco (uma explicação sobre o conceito do filme que não convenceu o ator), agora sabemos que, por incrível que pareça, se ele quiser voltar atrás, pode receber uma nova chance.

O CEO da Warner Bros., Kevin Tsujihara, deu uma bombástica entrevista para o Los Angeles Times, onde comentou quais são os projetos que são de prioridade máxima para o estúdio nesse momento. Depois de todas as dificuldades que o estúdio enfrentou com as franquias cinematográficas dos heróis da DC (onde parece que eles finalmente encontraram o caminho certo) e algumas franquias que não foram tão bem nas bilheterias (como as sequências de LEGO e Animais Fantásticos), o executivo revelou que eles vão apostar em duas sagas muito conhecidas.

“Temos incrívies franquias como The Matrix, e adoraríamos trabalhar com George Miller para promover a franquia Mad Max.”

O executivo falou mais dos motivos para que as duas das sequências mais esperadas do seu estúdio terminaram fracassando, e não entrou em detalhes sobre os planos específicos que a Warner Bros. tem para Mad Max e The Matrix. Mas deixou claro que tem as duas histórias na sua alça de mira.

A declaração confirma os rumores que duram tanto tempo, onde um iminente reboot de Matrix estava a caminho. E eu insisto na pergunta: realmente precisamos disso nesse momento?

Não basta a criatividade acabar no cinema e na televisão. É preciso reciclar o que já foi visto, na tentativa de convencer os nostálgicos e reformular a história para o novo público. Mas nesse caso, será que o mundo está preparado para receber um novo Neo de braços abertos?

Eu tenho dúvidas enormes sobre isso.

 

Via Los Angeles Times