Se você conseguiu assistir ao episódio de estreia da oitava e última temporada de Game of Thrones nas plataformas online da HBO ontem à noite (14), você é privilegiado sim!

Eu consigo imaginar o nível de frustração e revolta dos fãs da série. Esperar tanto tempo por esse momento, aguentar o bullying daqueles que não estão dando a mínima para a série dos dragões, passar uma vida driblando os spoilers… para chegar na noite de ontem e não conseguir ver o episódio? Isso é, no mínimo, algo broxante.

Confesso que eu não fiquei na internet para testemunhar o sofrimento alheio daqueles que se conectaram ao site da HBO ou ao HBO Go para tentar assistir ao episódio de estreia da temporada final de Game of Thrones. Eu estava assistindo a um filme. Mas se eu soubesse, eu teria corrido para o Twitter com um balde de pipocas na mão para assistir ao festival de memes e comentários ruidosos pelo incidente.

E eu não estou aqui afirmando que gostaria de ver o desastre acontecer, ou que eu ia vibrar com a desgraça alheia. Porém, é fato que as pessoas aprenderam a se divertir com as suas próprias tragédias, e o humor na internet sempre aparece em forma de memes.

E a regra é clara: até podemos nos livrar dos spoilers, mas dos memes, jamais vamos escapar.

A HBO até que não demorou tanto para resolver o problema, mas… convenhamos: já era de se imaginar que isso poderia acontecer. Na estreia da sétima temporada de Game of Thrones foi exatamente a mesma coisa. Logo, a própria HBO poderia se preparar melhor para tal evento. Não estou afirmando que o canal não fez nada para evitar isso, mas fica claro que a tentativa não deu certo.

Provavelmente algum leitor do SpinOff.com.br ainda não assistiu ao episódio de ontem de Game of Thrones. Se você é um deles, eu posso dizer que você é, no mínimo, alguém corajoso. Navegar pela internet recheada de spoilers sem medo é um ato de coragem. Mas é mais que recomendado que você fique offline até conseguir assistir ao episódio. Só por prevenção.

E fica a torcida para que a HBO solucione os problemas pensando no volume de acesso dos próximos episódios de Game of Thrones.

Principalmente no series finale da série.