Vingadores: Ultimato encerrou o seu primeiro final de semana nos cinemas. E as reações foram, acima de tudo, intensas. O filme de três horas de duração é uma montanha russa de emoções, e os fãs não demoraram nada para jogar dinheiro na cara da Marvel Studios.

Por causa disso, o filme já é um absoluto e brutal sucesso nas bilheterias globais, arrasando (literalmente) com vários recordes de arrecadação. Para ser mais preciso, 144 recordes. E contando.

O mais expressivo desses recordes é o de maior estreia global da história, com US$ 1.209 bilhão arrecadados. E para fazer esse barulho todo, a Marvel e a Disney orquestraram tudo, com uma estreia global simultânea e incluindo a China dessa vez. Resultado: US$ 350 milhões na estreia norte-americana, e mais de US$ 300 milhões no maior mercado global, que fica no país asiático. Nos demais países, foram US$ 529 milhões, alcançando uma bilheteria global fora dos Estados Unidos de US$ 859 milhões.

 

 

Um destruidor de recordes

 

No final das contas, Vingadores: Ultimato quebrou 144 recordes de bilheteria em apenas cinco dias de vida nos cinemas de todo o mundo. Essa é a maior estreia da história do cinema, destruindo com sobras os US$ 640 milhões alcançados por Vingadores: Guerra Infinita. O filme quebrou os recordes de estreia de final de semana em um total de 44 países, e já é a 18a maior bilheteria da história.

Em teoria, Vingadores: Ultimato terá pelo menos mais dois meses de corrida comercial nos cinemas. Com os ajustes de inflação, o filme tem tudo para competir com Avatar e …E o Vento Levou como maior bilheteria da história e maior sucesso comercial da história do cinema (respectivamente) quando chegar ao fim de sua campanha.

A Marvel Studios já fez história em vários níveis com Vingadores: Ultimato, e está apenas no começo. Quando o filme deixar as salas de cinema, estaremos diante de (talvez) o maior fenômeno cinematográfico de todos os tempos. E testemunhar essa história sendo escrita é um privilégio.

 

Via The Wrap