A adaptação da história sobre a Fênix Negra que foi publicada na década de 1980 nos comics dos X-Men finalmente verá a sua estreia nos cinemas

A 20th Century Fox publicou o trailer final de X-Men: Fênix Negra, que revela alguns segredos de um filme que narra os motivos que levaram à transformação da Fênix nesse personagem perigosamente poderoso, e quais as terríveis consequências que essa transformação pode entregar para o time dos X-Men e para o mundo.

 

 

O futuro dos mutantes seriamente ameaçado

 

Muitas são as perguntas que envolvem o último filme de uma saga que foi especialmente longeva dentro da linha espaço/tempo em filmes de heróis: o primeiro X-Men chegou em 2000, e nove filmes depois (incluindo os três dedicados ao Wolverine), o ciclo chega ao fim no décimo filme.

O novo trailer é simplesmente espetacular (eu sei, estou me permitindo ser guiado pelo hype), e mostra como o protagonismo absoluto de Jean Grey se faz presente depois de uma tempestade cósmica multiplicar os seus poderes, transformando a mutante em uma ameaça viva em potencial, com poderes que podem acabar com a existência de outros mutantes e da raça humana como um todo.

O trailer deixa mensagens inquietantes, como quando ouvimos de Jean Grey (Sophie Turner): “quando perco o controle, coisas ruins acontecem… mas eu gosto disso”. Nem Magneto, nem Charles X. Xavier parecem ser páreos para os seus poderes, mas será interessante ver qual será o desenvolvimento do filme nesse sentido.

Esse é o último filme da franquia X-Men pelas mãos da 20th Century Fox. A empresa foi adquirida pela Disney no começo de 2019, e a partir de agora, os mutantes vão desembarcar no Marvel Cinematic Universe, e serão gerenciados pela Marvel Studios.

E assim, a MCU não para de crescer, com um enorme leque de possibilidades a serem exploradas. Muitos fãs já estão inquietos pelas novidades que estão por vir.