Olha, foi muito melhor do que a maioria de nós esperava.

Um mês depois de revelar a primeira imagem de Will Smith como Gênio (e chocar o mundo com o quão ruim isso poderia ser), a Disney liberou o trailer final do filme live-action de Aladdin, que tem as sua estreia prevista para o dia 24 de maio.

O trailer passa uma impressão bem melhor do que as imagens anteriores, e entrega uma melhor dimensão de como pode ser a adaptação, onde (pelo menos na teoria) parece que finalmente a Disney conseguiu captar a combinação de humor, magia e aventuras do clássico da animação de 1992.

Lembrando que esse é apenas um trailer de pouco mais de dois minutos, e a lição deixada por Esquadrão Suicida e tantos outros filmes não deixam margem para muita empolgação. Mesmo assim, agora o filme conseguiu despertar a minha curiosidade.

Além de Smith, o elenco de Aladdin se completa com Mena Massoud (Aladdin), Naomi Scott (Princesa Jasmin), Marwan Kenzari (Jafar), Navid Negahban (Sultão), Nasim Pedrad (Dalia), Billy Magnussen (Príncipe Anders) e Numan Acar (Hakim).

Aladdin tem direção de Guy Ritche (Sherlock Holmes, O Agente da U.N.C.L.E.), com roteiro de John August (Big Fish), baseado no filme de animação de 1992 e nas histórias das Mil e Uma Noites. Alan Menken, vencedor de oito Oscars (A Bela e a Fera, A Pequena Sereia) é o responsável pela composição da trilha sonora, que inclui novas versões das canções originais compostas por ele e pelos letristas vencedores do Oscar, Howard Ashman e Tim Rice (O Rei Leão), assim como duas canções inéditas escritas por Menken e pelos compositores vencedores do Oscar e do Tony, Benj Pasek e Justin Paul.

De novo: o trailer de Aladdin pode enganar a todos nós no futuro, mas pelo menos comigo alcançou um objetivo bem importante: me convencer que vale a pena sair de casa para assistir ao filme. Antes desse trailer, as chances de conferir o longa eram nulas.