Em 7 de fevereiro de 2019, o Brasil recebe a esperada continuação de um dos verdadeiros milagres em forma de longa de animação que Hollywood nos ofereceu nos últimos anos. Uma Aventura LEGO foi um filmaço que conquistou muita gente, e toda a ação está de volta com Uma Aventura LEGO 2.

Nada é tão certo nessa vida quanto duas coisas: a morte e as sequências de filmes que arrasaram nas bilheterias. Porém, esta não é uma sequência qualquer. Estamos falando de um novo filme ambientado no mundo das peças LEGO, algo que atrai crianças de todas as idades (e eu não estou exagerando com essa afirmação).

De forma totalmente inesperada, o filme de Phil Lord e Chris Miller protagonizado por action figures e ladrilhos de plástico ofereceu uma surpreendente e comovente fábula sobre a inocência, a imaginação e, curiosamente, a crença das crianças. Além disso, vários temas interessantes são abordados no longa e muito boas piadas que funcionam.

 

 

Velhos amigos, novos inimigos

 

 

Quatro anos depois do início do universo cinematográfico LEGO, Lord e Miller voltam como roteiristas e produtores da sequência, que promete ser tão divertido e com várias referências de cultura pop como o filme original. E, dessa vez, com Chris Pratt em jornada dupla.

O trailer nos posiciona anos depois dos eventos do primeiro filme, onde se abre uma distopia desértica no melhor estilo Mad Max, apresentando uma nova ameaça para os nossos amigos: o LEGO Duplo.

Os mais novos, que provavelmente não passaram manhãs e tardes de sua infância brincando com os brinquedos LEGO, provavelmente não tenham a mais remota ideia do que é tal de Mad Max. Mas nós, adultos, sabemos bem o que é isso. E talvez esse seja o principal motivo para o universo cinematográfico da LEGO funcionar: é feito para os adultos.

De fato, vale a pena você ir ao cinema com o seu filho. A criança deve gostar do lado lúdico do filme. E o adulto deve alimentar a criança que vive dentro dele.

Vídeo a seguir.