Simpsons_FamilyGuy-620x348

Fato: The Simpsons é a maior série de animação de todos os tempos. E isso não vai mudar até o dia que a televisão acabar. Veja bem, leitor: dizer que é a maior não desqualifica as demais. Só estou afirmando que nenhuma das outras vão atingir a magnitude e importância histórica que a série de Matt Groening tem hoje e terá com o passar das décadas. E, pelo visto, a temporada 2014-2015 tem tudo para confirmar isso. Até porque essa pode ser a última temporada para os amarelos.

Nos últimos dias, dois crossovers envolvendo The Simpsons foram confirmados. O primeiro é o da família de Homer com a família de Peter (Griffin). Family Guy terá um episódio exibido em sua próxima temporada onde os Griffin visitarão Springfield e conhecerão os seus “rivais”.

Rivalidade essa que mais existe entre os fãs das duas séries do que entre Matt Groening e Seth MacFarlane. Na verdade, as duas séries nunca rivalizaram. Ok, sempre rolou as polêmicas de MacFarlane reciclar vários argumentos já apresentados em The Simpsons, e de algumas vezes as referências à série de Groening serem depreciativas. Mas sempre entendi que esse era o jogo, e que estava valendo.

Além disso, é impossível não se referenciar em algo que já tem mais de 1/4 de século na televisão.

De qualquer forma, o encontro acontece em um momento onde MacFarlane possui apenas uma série nas noites de domingo da Fox, já que The Cleveland Show foi cancelada, e American Dad deixa a Fox para ser exibida na TBS. Mas isso, por enquanto. Não devemos nos esquecer que o projeto do remake de The Flintstones (comandado por MacFarlane) está em desenvolvimento, e que o próprio criador da família Griffin já afirmou que “poderia encerrar Family Guy a qualquer momento”, pois entendia que estava satisfeito com os resultados alcançados.

O segundo crossover anunciado é de The Simpsons com Futurama. Esse encontro é mais fácil de acontecer, já que as duas séries possuem o mesmo criador. Algumas referências das série futurista já apareceram na produção da família Simpson, mas nunca um episódio integralmente pensado no encontro desses dois mundos.

O episódio deve ir ao ar ou no final da temporada 25 (maio de 2014) ou no começo da temporada 26 (setembro de 2014). Outro fator que facilita o encontro entre as duas séries é que a comédia da turma do Planet Express já está com o seu fim previamente anunciado pelo Comedy Central, e a atual temporada (a sétima) é mesmo a última de Fry e sua turma.

Talvez esses crossovers marquem mesmo o próprio fim de Os Simpsons. Vale lembrar que essa última renovação (que resultou nas temporadas 25 e 26) foi bem problemática, principalmente em função dos direitos de distribuição internacional para os atores que emprestam as vozes para a produção. O último acordo resultou na confirmação que a animação vai ser mesmo a série de primetime de maior duração da história da TV dos Estados Unidos, com mais de 500 episódios exibidos.

Por outro lado, acredito que a Fox não vai querer mais passar por esse desgaste, e mesmo rendendo muita grana para o canal da raposa (afinal de contas, a série é exibida em todo o planeta, e com os artigos licenciados… pense em uma montanha de dinheiro), vai chegar a hora de encerrar esse que é um dos maiores sucessos da história da TV mundial.

Logo, não é de se estranhar que esses crossovers aconteçam. Talvez seja a preparação para o fim, ou o “início do fim”. De qualquer forma, esses episódios serão muito bem vindos. Nunca é demais fundir duas grandes ideias, escritas por mentes brilhantes e insanas.