A TNT está exibindo no Brasil a comédia Brooklyn Nine-Nine, exibida nos Estados Unidos pela NBC. E acabou se envolvendo em polêmica ao adaptar em sua versão dublada termos de cunho político/partidário em um episódio que, de contexto político, não tem nada.

O episódio em questão é o S05E04, exibido recentemente pela TNT Brasil. Na sua versão original, o termo utilizado por um dos personagens é ‘tramp’, que significa ‘vagabundo’ em inglês. Até podemos considerar esse um falso cognato que lembra o som da palavra Trump, em alusão ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A legenda do episódio no Brasil adotou a palavra ‘molenga’ para o termo, fugindo de qualquer conotação política sobre o assunto. Até porque o episódio não tem qualquer tipo de referência ou conexão ao cenário político atual dos Estados Unidos.

O problema é que a versão dublada do episódio, de responsabilidade da TNT, acabou utilizando os termos que normalmente são adotados para as referências do atual cenário político nacional, como ‘é melhor jair se acostumando’ ou ‘bolsominions’, algo que não foi bem recebido tanto pelos assinantes do canal como até pelos responsáveis pela série lá fora.

O barulho foi tão alto e tão longe, que até o criador de Brooklyn Nine-Nine, Dan Goor, foi para as redes sociais e demonstrou surpresa com a mudança de interpretação das expressões.

Por mais que o atual cenário político brasileiro esteja diretamente conectado com a nossa vida prática, e que se tornou cultural empregar tais expressões no nosso dia a dia, muitas vezes observamos a forte reação de muitas pessoas quando um produto de entretenimento adota um viés político.

Nesse momento, os ânimos estão exaltados demais. Logo, qualquer forma de evitar o acirramento de pensamentos divergentes nesse aspecto é algo mais que bem vindo.

A TNT já se pronunciou sobre o assunto, e se comprometeu a alterar a dublagem do episódio.