O escândalo de assédio sexual no Uber foi um dos motivos pelos quais Travis Kalanick deixou o seu posto de CEO na empresa. Susan Fowler, ex-engenheira da empresa, fez a denúncia em seu blog pessoal sobre a constante de sexismo e assédio sexual.

Pois bem, a produtora Good Universe anunciou o projeto do filme Disruptors, que vai contar mais detalhes sobre essa história.

Vale lembrar que o texto de Fowler resultou na demissão de 20 funcionários da Uber. O filme, sem data de estreia, terá roteiro de Allison Schroeder (Estrelas Além do Tempo), trabalhando ao lado de Kristin Burr (executiva da Disney) e Erin Westerman.

Algumas das denúncias feitas por Fowler incluem um gerente da Uber se insinuando ao dizer que mantinha uma relação aberta com sua namorada, mas que ele tinha menos sorte para encontrar parceiras sexuais. Ela copiou a mensagem e denunciou aos Recursos Humanos da empresa, que não entendeu aquilo como assédio sexual.

Fowler foi testemunha de como o gerente repetia a prática com outras trabalhadoras, e em como as mulheres tinham piores avaliações de desempenho quando haviam diretores masculinos, mostrando uma Uber com políticas absurdamente machistas.

O relato de Fowler tem um potencial de se tornar um Erin Brockovich encontra A Rede Social.

O filme não só vai deixar em evidência a situação denunciada por Fowler, mas também para falar de um tema que vai muito além, afetando milhões de mulheres em todo o mundo e em todos os ambientes laborais.