Feliz 2019, galera! Apesar de muita gente pensar que o ano para onde fomos jogados é 1964, eu acredito que alguma coisa vai mudar para melhor (pois não é justo jogarem a pá e a mesma cair na nossa cabeça assim). Não tem muitas alternativas: ou alguma coisa melhora, ou entramos em um episódio de Stranger Things.

E por falar em Stranger Things, a Netflix decidiu dizer “feliz ano novo, galera” da melhor forma: liberando toda a artilharia das primeiras ações promocionais da terceira temporada da série, com o primeiro pôster, o primeiro trailer e a data de estreia da terceira temporada da série.

O material promocional dá ênfase para uma frase: “Um verão que pode mudar tudo” (algo que se aplica à nossa realidade como nação, parando para pensar). O vídeo mostram os nossos protagonistas agora como adolescentes, contemplando os fogos de artifício que celebram a chegada de um novo ano.

Ou seja, o universo de Stranger Things comemorou o ano novo junto com o resto do mundo e com os seus fãs.

No vídeo, os mais atentos poderão encontrar várias pistas sobre o que está por vir na terceira temporada, mas em respeito a aqueles que assistiram as duas temporadas da série, vamos tentar evitar dar spoilers sobre as pistas detectadas.

 

 

Para quem ainda não viu as duas temporadas de Stranger Things, saiba agora que tem até o dia 4 de julho para se atualizar e ficar por dentro de tudo o que está acontecendo em uma série que é excelente e que deu o que falar nas duas primeiras temporadas, e o mesmo deve acontecer na terceira temporada que ainda vai estrear.

Enquanto a terceira temporada de Stranger Things não chega, os fãs de séries mais ávidos poderão aproveitar duas produções recém estreadas na plataforma.

A primeira é Black Mirror: Bandersnatch, uma aventura interativa onde você precisa tomar decisões para determinar o destino da história e dos seus personagens, o que pode resultar em vários finais. A segunda sugestão é o filme Bird Box, protagonizado por Sandra Bullock, que se tornou um sucesso surpreendente, a ponto de se converter no filme mais assistido da história da Netflix.