Arquivo para a tag: game of thrones

A HBO pode se manter no topo do Emmy Awards em 2017 sem Game of Thrones?

by

game_of_thrones_dragon_necklace_0

Você pode não ter percebido isso, mas aconteceu. Pelo 15º ano consecutivo, a HBO foi a rede que mais levou prêmios no Emmy Awards, com 22 estatuetas.

Bem sabemos que muitas delas vieram pelas mãos de Game of Thrones, que se tornou esse ano a série mais premiada da história do Emmys. Porém, sera que o reinado do canal continua em 2017 sem a série épica na disputa?

 

Prós e contras

Fora o fato da HBO ter as duas séries campeãs do Emmy Awards nos últimos dois anos (Veep como melhor comédia, Game of Thrones como melhor drama), a diferença do canal para o FX nesse ano foi de apenas quatro estatuetas. Foi a menor margem de vitórias nos últimos cinco anos, e coloca pressão no canal do “It’s Not TV”.

Tudo bem que em 2016 o FX contou com um grande acerto: The People vs O.J. Simpson: American Crime Story, que tomou o Emmys de assalto.

Mesmo assim, a situação da HBO começa a se complicar quando Game of Thrones fica de fora da disputa em 2017. A série foi a que mais acumulou estatuetas nos últimos dois anos, mas não será exibida no período de elegibilidade por conta do delay na produção da série.

Em compensação, Veep terá uma sexta temporada, Last Week Tonight With John Oliver se tornou uma nova força entre os programas de variedades, a minissérie Big Little Lies é promissora e Westworld é uma grande aposta nas categorias de drama.

Sem falar nas novas comédias Insecure e Divorce, além da veterana Silicon Valley, que já esta consagrada. E os telefilmes dos próximos meses, que devem dar o que falar (The Immortal Life of Henrietta Lacks e The Wizard of Lies).

É… acho que com tudo isso, a HBO não tem muito com o que se preocupar.

E o infográfico abaixo ilustra melhor isso.

 

OFICIAL: Game of Thrones chega ao fim na oitava temporada

by

game of thrones

Casey Bloys, presidente de programação da HBO, acaba de confirmar que os planos de David Benioff e Dan Weiss é que Game of Thrones chegue ao fim na sua oitava temporada, e que o canal apoia a decisão.

Essa possibilidade já era especulada a algum tempo, e só ganhou força com os anúncios das próximas duas temporadas da série com um número menor de episódios, e um adiamento da estreia da sétima temporada (summer season 2017). Os showrunners de Game of Thrones tinham isso em mente, e o canal entende que, apesar de querer mais temporadas (claro, né…), esta é a melhor decisão para a série como um todo.

Ou seja, na summer 2017 veremos a estreia da sétima temporada da série, inicialmente programada para ter apenas sete episódios. Se tudo seguir como o previsto, a oitava temporada chega na primavera ou no verão norte-americano de 2018, com apenas seis ou sete episódios (isso não está definido).

 

Spinoff a seguir?

Game of Thrones chega ao fim em 2018, mas a saga pode não parar por aí. A HBO tem nas mãos uma grande galinha dos ovos de ouro, e é evidente que eles querem expandir a história ao máximo. Não descartam uma continuação no formato de spinoff, com o mesmo universo que faça sentido em termos criativos. Porém, não há nada concreto sobre esse tema.

Via THR

OFICIAL: Sétima temporada de Game of Thrones estreia na summer season de 2017, e terá 7 episódios

by

game-of-thrones-finale-02

A HBO confirmou oficialmente que a sétima temporada de Game of Thrones não estreia até a summer season de 2017.

O motivo do delay está nas condições climáticas dos locais onde a temporada será gravada, ou o já bem humorado “o inverno que não chegou”. Com isso, Game of Thrones fica de fora da disputa do Emmy Awards 2017, uma vez que a janela para que uma série seja elegível na premiação fecha no dia 31 de maio (o primeiro dia da summer season 2017 é 21 de junho). A sexta temporada da série estreou no dia 24 de abril de 2016.

O adiamento vai permitir aos produtores entregar uma história mais concisa e estruturada, não só por conta do tempo maior para desenvolver a trama, mas também por conta do número reduzido de episódios.

A produção da sétima temporada de Game of Thrones começa ainda nesse trimestre na Irlanda do Norte, e gravações adicionais acontecerão na Espanha e na Islândia. Vale lembrar que a série foi a mais indicada ao Emmy Awards 2016, com 23 indicações, incluindo na categoria de Melhor Série Dramática.

Últimos episódios da 6ª temporada de Game of Thrones serão maiores que o normal

by

Game of Thrones

ATENÇÃO: No final desse post, temos imagens promocionais que podem revelar detalhes do próximo episódio de Game of Thrones.

O final da sexta temporada de Game of Thrones (HBO) se aproxima, de modo que não é de se estranhar que alguns detalhes sobre como a mesma se desenvolverá comecem a circular pela internet. Hoje, sabemos que os dois últimos episódios da atual temporada “The Battle of the Bastards” e “The Winds of Winter”) serão dirigidos por Miguel Sapochnik, o que pode ser o sinônimo de várias cenas de ação.

Além disso, a duração desses episódios merecem destaque. O episódio 9 vai durar 60 minutos, sendo este o mais longo episódio da temporada (será exibido em 19 de junho), enquanto que o episódio 10 vai alcançar os 69 minutos, sendo estre o episódio mais longo das seis temporadas até agora exibidas (estreia em 26 de junho).

No próximo domingo (12), será exibido o oitavo episódio da sexta temporada. A HBO publicou algumas imagens promocionais e um preivew. Se você não se importa em ver antes alguns detalhes sobre o que pode acontecer na trama, temos um interessante material gráfico à sua espera.

got608_110215_hs_dsc92781 got608_110215_hs_dsc91731 got608_111615_hs_dsc46171

Via IndependentYouTube (GoT), EW

Vazou novo episódio de Game of Thrones, e por culpa da HBO

by

Game of Thrones

Nem todo o protocolo de segurança da HBO conseguiu evitar mais um vazamento de um episódio inédito de Game of Thrones. Até porque não existe sistema infalível nesse mundo.

A algumas horas está na internet o quinto episódio da atual temporada de Game of Thrones, que será exibido hoje a noite (22) em vários mercados globais, de forma simultânea. E dessa vez, a culpa não foi da imprensa, que nessa temporada não recebe cópias dos episódios. Foi uma falha da própria HBO.

Ao que parece, o serviço de streaming HBO Nordic subiu o episódio por equívoco horas antes do programado. O vídeo ficou disponível tempo o suficiente para que alguém o capturasse e começasse a compartilhá-lo nos principais sites de torrents.

got-torrent

A qualidade do arquivo deixa muito a desejar: não espere um 1080p ou algo parecido. A imagem abaixo é o motivo pelo qual você deve esperar o episódio ser exibido hoje a noite.

game-of-thrones-ep05

Provavelmente algumas cabeças vão rolar na HBO (sem trocadilhos) por essa falha mas… é para tanto?

Para a HBO, sim.

Nessa temporada, uma nova polêmica surgiu depois que um YouTuber espanhou ficou famoso ao relevar a cada sexta-feira alguns dos pontos considerados chave do episódio que seria emitido no domingo posterior, sem apresentar qualquer tipo de imagem do episódio.

Logo, como ele conseguia a informação?

Acredita-se que era por alguém relacionado às filmagens, e em nenhum momento infringindo qualquer tipo de lei. A HBO recorreu ao YouTube, que eliminou a conta do rapaz, mesmo sem contar com qualquer tipo de material que viole os direitos de copyright. Depois a conta foi restaurada, mas desde então esse fã não publicou novos spoilers, por medo das consequências.

Consequências que poderiam vir da HBO ou de uma leva de fãs furiosos pela surpresa estragada pelo rapaz.

Nunca brinque com essas coisas. Fica o conselho.

Via Torrent Freak

Bloquearam o WhatsApp no Brasil para evitar spoilers de Game of Thrones

by

game-of-thrones-hbo

Nada disso faz muito sentido, mas… você vê uma série de fantasia com dragões, anões muito fodas, derramamento de sangue e sexo desenfreado. Logo… quer pedir coerência na vida real?

Algumas pessoas estão mais produtivas nesse momento. Ou sofrem de crise de abstinência. Independente de qual grupo estamos falando, a verdade é que o WhatsApp está bloqueado no Brasil. De novo. O motivo ‘da imprensa especializada’ é que o aplicativo é mais uma vez alvo de investigação judicial. Ou seja, por conta da polícia precisar pegar meia dúzia de traficantes, milhões de brasileiros não podem trocar os seus nudes como qualquer pessoa de bem faria.

Mas a verdade é uma só: o WhatsApp foi bloqueado no Brasil porque o tal juiz lá do Sergipe é fã incondicional da série Game of Thrones (HBO), e por não poder ao episódio de ontem (1), decidiu bloquear o aplicativo no Brasil, para não receber spoilers. Aliás, o dia de hoje está um saco: você não pode escrever na internet a palavra ‘VERMELHO’, que você é ameaçado de morte.

De certo se esqueceu do restante da internet, o Facebook, o Twitter e outras fontes de conteúdo online. Ou como acontece com boa parte dos homens ocupados (ou desocupados) desse Brasil varonil, só usa o WhatsApp e, por isso, só poderá receber informações antecipadas sobre a série em questão por essa via. E por contar com amigos insuportáveis, decidiu bloquear o aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do planeta.

Bem sabemos que isso não é verdade (se você acreditou nisso, você tem problemas…), mas não duvido que muitos fãs de Game of Thrones sonham em censurar ou proibir uma internet inteira de comentar a série que ele tanto ama apenas porque não assistiu ao episódio exibido em tempo real em mais de 170 países. Só por isso.

Mas é irônico que esse mesmo fã venha na internet reclamar da interrupção do WhatsApp. Para mim, são casos bem semelhantes. E, atenção: semelhantes não é o mesmo de iguais, é bom deixar claro.

Então… será que realmente seria legal isso? Ou não é mais fácil cada um se resguardar um pouco para evitar receber spoilers na cara?

Ou vão aprovar o bloqueio do WhatsApp a partir de agora?

Game of Thrones enganou você. E isso foi ótimo!

by

tyron-lannister-game-of-thrones

A cara de muitos fãs de Game of Thrones (HBO) depois do episódio de ontem. E de muita gente que não viu o episódio, e ficou de mimimi na internet quando viu todo mundo comentando o ocorrido.

Não vou soltar spoilers para as chiliquentas não queimarem calcinhas na porta do SpinOff. Costumo respeitar essas pessoas. Mas não posso deixar de vir aqui reforçar o registro que fiz ontem em minha conta no Twitter: parabéns, HBO, roteiristas e criadores de Game of Thrones, por enganar TODO MUNDO! Sem sacanagem.

Tá, poderia sacanear um pouco, já que tem gente muito revoltada com tudo isso. Eu, particularmente, não. Estava esperando a série fazer um movimento realmente significativo, que mexesse com as estruturas da série e, principalmente, provocasse os fãs de forma mais enfática. Série que só explode cabeças no nono de dez episódios é cair muito no lugar comum, e este foi um dos motivos pelos quais muita gente acha Game of Thrones a série da pasmaceira na maior parte do tempo.

É claro que muita gente vai dizer “eu sabia o tempo todo que isso ia acontecer”. Ok. Mas não sabia como, quando ou por que. Esse mérito você precisa dar para todos os envolvidos em Game of Thrones, inclusive para a HBO, que chega a montar uma operação de guerra para que informações sobre a série não vazem antes do tempo (já falei sobre isso aqui no blog), e mudou toda a sua estrutura promocional para que a informação de ontem não vazasse antes do tempo.

Aliás, se até pedido de desculpas de um dos envolvidos rolou, é sinal que o negócio foi muito bem feito.

Logo, dessa vez, aplaudo Game of Thrones e a HBO de pé. Série boa precisa desses plot twists bem armados, de reviravoltas que mexam com o humor e o bem estar do telespectador. Chega de séries que vivem na zona de conforto na maior parte do tempo, onde os telespectadores ficam satisfeitos apenas com o que é narrado ou apresentado, muitas vezes se repetindo no lugar comum.

Viu? Falei sobre o que aconteceu ontem em Game of Thrones sem dar spoilers! ;)

After the Thrones estreia na HBO

by

game-of-thrones-hbo-02

A HBO Latin America anuncia a estreia do programa semanal After the Thrones, no dia 26 de abril às 22h50, no HBO Plus, logo após a reprise do primeiro episódio de Game of Thrones no canal. Após a estreia, o especial vai ao ar todas as terças-feiras às 23h, no HBO Plus.

After the Thrones, fruto da parceria da HBO e Bill Simmons, é apresentado por Andy Greenwald e Chris Ryan e, a cada semana, recapitula o episódio anterior de Game of Thrones de uma maneira bem-humorada, explorando as complicadas histórias e estratégicas políticas da trama, além de discutir possíveis teorias sobre os episódios futuros.

Atualmente, Andy e Chris apresentam o podcast The Watch do Channel 33, considerado um dos melhores podcasts de cultura pop pela Vulture e Entertainment Weekly. Andy é um dos principais críticos de televisão dos Estados Unidos, e está trabalhando no livro “How To Watch TV”. Chris é o editor executivo do The Ringer, o novo site de Bill Simmons.

A iniciativa da HBO segue a tendência de outros canais, em estenderem a discussão sobre um episódio de série ou reality junto a audiência. Mediadores e fãs poderão discutir o que acabaram de ver em uma mesa de debates, no calor do momento, dissertando sobre os eventos ocorridos, da mesma forma como muitos fãs de Game of Thrones poderiam fazer em casa com os amigos e familiares.

O programa, After the Thrones, conta com Bill Simmons e o presidente da Bill Simmons Media Group Eric Weinberger como os produtores executivos; e Chris Ryan e Andy Greenwald como co-produtores executivos.

O que a HBO faz para evitar vazamentos de Game of Thrones

by

game-of-thrones-hbo

Caixas fortes, portas de acesso com leitor de digitais, contratos de confidencialidade, protocolos e certificados de segurança… poderíamos estar falando da segurança da CIA, mas estamos falando de algumas salas de dublagem e legendagem da série Game of Thrones (HBO).

Como é o processo que permite que 170 países do planeta assistam ao mesmo tempo a estreia da sexta temporada da série mais badalada da atualidade, ao mesmo tempo dos Estados Unidos?

Descubra nesse post.

 

O OK da HBO

Se você pensava que a rede HBO é bem restrita com o seu protocolo de segurança na hora de transferir os materiais de Game of Thrones, você esta 100% certo. A série estreia ao mesmo tempo em mais de 100 países, onde em alguns territórios é a própria HBO que se encarrega disso. Em outros países, são as redes locais que compram os direitos da série, e fazem todo o trabalho.

Para evitar os vazamentos dos episódios, uma vez que eles deixam as mãos da HBO, a rede que detém os direitos precisa seguir um complexo protocolo de segurança. Para permitir o simulcast com os Estados Unidos, tanto a rede como o estúdio de dublagem e legendagem responsáveis precisam cumprir determinadas medidas de segurança.

A HBO conta com um protocolo bem específico, que precisa ser implementado. Quando todo o material está pronto, as redes são avisadas, e um dos responsáveis pelo setor de segurança é enviado para realizar uma perícia completa nas instalações e em todos os elementos exigidos, para comprovar que tudo está do jeito que a HBO quer. Falaremos mais adiante sobre isso, mas adiantamos que elementos como caixas fortes e servidores de informática seguros são exigidos. Também é necessário que os profissionais que estarão em contato com esse material assinem restritos contratos de confidencialidade.

 

A HBO envia os episódios 10 dias antes

A HBO não manda um pequeno exército para proteger os episódios, mas falta pouco. Com tudo homologado para trabalhar com a HBO, eles armazenam em um servidor seguro do estúdio de dublagem e tradução uma primeira versão do episódio 10 dias antes dele ir ao ar. A versão “de trabalho” é bem diferente daquela que é transmitida para o telespectador: não é em HD, está em preto e branco, tem uma marca d’água gigante e elevado contraste, que deixam algumas cenas escuras ou com baixa qualidade visual.

Não é muito difícil de se imaginar por que eles fazem isso: em caso de vazamentos, os danos são menores com esse episódio do que com um com a versão final. Junto com o episódio, a HBO deixa também o roteiro em texto. Com esse material, começa o trabalho de tradução.

O estúdio de dublagem e legendagem faz o seu trabalho e, uma vez concluído, tudo é enviado para a correção, para que tudo tenha coerência com as traduções dos livros e da própria série. Se bem que no caso da sexta temporada haverá um material inédito, mas os passos serão basicamente os mesmos.

Quando essa fase é concluída, as legendas são feitas e incluídas no arquivo de trabalho. O estúdio de legendagem deixa tudo isso em um servidor seguro, para que eventuais correções finais possam ser feitas.

Paralelamente, começa o processo de dublagem. Se ajusta o roteiro traduzido (para adaptar as bocas dos personagens às frases traduzidas), e tudo volta para a supervisão. Uma vez aprovado, a dublagem em si é feita, assim como os seus ajustes de som.

Todo esse processo leva aproximadamente três semanas. Em alguns países, a primeira exibição do episódio é legendada e sem dublagem (com áudio original), e há um delay de pelo menos um semana para que a dublagem seja finalizada (os prazos podem variar de país para pais: no Brasil, por exemplo, a tendência é que tudo aconteça dentro dos dez dias, já que é a HBO que faz tudo).

 

O episódio, na sua versão final, chega sete dias antes

game-of-thrones-hbo-02

A versão final do episódio, em alta definição, sem marcas d’água e sem contraste retocado, chega ao servidor seguro do estúdio de dublagem sete dias antes (terça ou quarta) da exibição nos Estados Unidos (domingo). Aqui é quando a HBO precisa ter um maior cuidado com esse conteúdo.

Com o vídeo que vai ao ar, o estúdio de dublagem prepara a cópia final que vai para o servidor seguro (até sexta). O material é armazenado dentro de uma sala com acesso restrito, onde poucos funcionários autorizados podem entrar com um cartão especial e com sua impressão digital.

Dentro da sala há uma caixa forte, onde é salvo o episódio legendado até o dia em que ele é transmitido. No dia da exibição, o supervisor da transmissão entra na sala, abre a caixa forte e acessa o material para deixá-lo pronto para a sua exibição. Uma vez que o episódio de Game of Thrones é transmitido pela HBO, são acionadas as medidas restritivas de segurança. Aqui, outras pessoas podem intervir, tornando os processos mais simples.

 

Vale a pena tudo isso por Game of Thrones?

Ao longo do processo, vários profissionais são envolvidos para que, em um tempo recorde, tudo seja entregue de forma correta e sem vazamentos. O processo é semelhante em todos os 170 países onde Game of Thrones é exibida simultaneamente com os Estados Unidos. Logo, em nome de todo esse esforço, é mais que compreensível que a HBO tome cuidados extremos com a segurança dos seus materiais.

A grande vantagem disso tudo é o “fator imediato”, tanto para Game of Thrones como para outras séries que estreiam simultaneamente com os Estados Unidos (Veep, Silicon Valley, etc), em uma estratégia anti-pirataria. Com isso, menos pessoas precisam recorrer ao download na internet para assistir ao episódio.

Não é de se descartar que todos os canais vão oferecer seus conteúdos desse jeito em um futuro próximo, mas ainda é um desafio para a maioria. Além do intenso processo de dublagem, também seria necessário rever as condições de segurança de cada distribuidora. O que descrevemos nesse texto vale para a HBO, mas com certeza cada produtora tem as suas regras.

 

Mas… o que aconteceu no ano passado?

Com todas essas medidas de segurança, como é que no ano passado vazaram quatro episódios de Game of Thrones antes de sua estreia?

Aqui está claro que não poderia ser as redes com os direitos, já que elas só recebem um capítulo por vez, dez dias antes, e com as condições já descritas. Logo, nesse caso em específico, a fonte de vazamento foi um screener para a imprensa. Por isso, a HBO decidiu não enviar cópias para os jornalistas nessa temporada. Não foi por isso que a HBO reforçou as medidas de segurança, já que o processo de homologação é o mesmo.

Pode ser que sejam medidas restritas e extremas, mas até agora tem funcionado: mais de 170 países recebem os episódios de Game of Thrones com antecedência, e em nenhum deles houve qualquer tipo de vazamento…

…até agora.

Game of Thrones é renovada para a sétima temporada

by

game-of-thrones-renewes

Faltando apenas três dias para a estreia mundial da sexta temporada de Game of Thrones, a HBO anunciou oficialmente a renovação da série para a sua sétima temporada.

A renovação antecipada não inclui o número de episódios que foram encomendados, o que aumenta as chances dos rumores que indicam que a série pode chegar ao fim com as duas últimas temporadas (sétima e oitava) sendo mais curtas do que as convencionais. Recentemente, criadores e produtores de Game of Thrones estavam discutindo a possibilidade da temporada final da série contar apenas com seis episódios, e a sétima temporada contaria com sete episódios (a ideia é concluir a história com 13 episódios em dois anos).

A HBO não confirma quantos episódios teremos na nova temporada. Mas vamos aguardar pelos próximos acontecimentos. Fato é que era sabido que a série épica seria renovada para mais uma temporada, mas a dúvida que persistia era mesmo se já era uma preparação para o fim da série.

Adicionalmente, a HBO já havia renovado as séries Veep e Silicon Valley para as suas respectivas sexta e quarta temporadas, que vão ao ar em 2017. E nesse final de semana, todas essas séries voltam com suas novas temporadas nesse final de semana. Preparem os seus DVRs!

HBO fará estreia mundial da 6ª temporada de Game of Thrones

by

peter_dinklage_season_4_game_of_thrones

A HBO Latin America bateu recordes com Game of Thrones, a série de televisão mais vista na história do canal, e agora estreia mundialmente a sexta temporada no dia 24 de abril às 22 horas, além da exibição simultânea no Cinemax. Com um sucesso inigualável, a série ganhadora de vários prêmios Emmy® e Globo de Ouro® conquistou o mundo inteiro e conta com um público fiél que espera com muita ansiedade esta nova temporada.

A partir do dia 22, o sinal da HBO estará aberto nas operadoras participantes, o que permitirá àqueles que não são assinantes ter acesso ao primeiro episódio. Além disso, a partir do dia 27 de abril, o episódio também estará disponível na abaExperimente do HBO GO (www.hbogo.com.br), no HBO On Demand por meio do NET NOW na pasta Programas de TV > Deguste HBO e pelo site da HBO (www.hbomax.tv/game-of-thrones-6/) até o dia 24 de maio.

Em função dos acontecimentos impressionantes do final da quinta temporada, entre eles a inesperada morte sangrenta de Jon Snow, a quase derrota de Daenerys em Meereen e a humilhação pública de Cersei na ruas de Porto Real, sobreviventes de todos os cantos de Westeros e Essos se reagrupam para seguir rumo aos seus destinos incertos. Personagens já conhecidos farão novas alianças para reforçar as suas possibilidades estratégicas de sobreviver, enquanto novos personagens surgirão para desafiar o equilíbrio de forças de norte a sul, de leste a oeste.

Game of Thrones se destacou nos Primetime Emmys® de 2015, recebendo 12 prêmios, um recorde para uma série em um ano. Os prêmios incluíram as categorias Melhor Série Dramática, Melhor Ator Coadjuvante (o segundo prêmio para Peter Dinklage nesta categoria), Melhor Diretor (David Nutter) e Melhor Roteiro. A série é um fenômeno porque consegue ser tão influente, amada pelo público e pela crítica, e ao mesmo tempo ter tanto impacto na televisão, na produção e na criação de conteúdo de programação.

Na nova temporada, o elenco principal retorna, incluindo o ganhador do Emmy® e do Globo de Ouro® Peter Dinklage como Tyrion Lannister, Nikolaj Coster-Waldau como Jaime Lannister, Lena Headey como Cersei Lannister, Emilia Clarke como Daenerys Targaryen, Aidan Gillen como Petyr “Littlefinger” Baelish, Diana Rigg como Lady Olenna Tyrell, Sophie Turner como Sansa Stark, Maisie Williams como Arya Stark e Jonathan Pryce como o High Sparrow.

Baseada nos livros de ficção de George R.R. Martin, Game of Thrones é uma história épica no mundo de Westeros, onde ninguém está a salvo. A sexta temporada, composta de dez episódios, conta com a produção executiva de David Benioff, D.B. Weiss, Carolyn Strauss, Frank Doelger e Bernadette Caulfield. Conta também com os coprodutores executivos Guymon Casady, Vince Gerardis e George R.R. Martin; o produtor supervisor Bryan Cogman; e os produtores Chris Newman, Greg Spence e Lisa McAtackney.

Todas as temporadas anteriores de Game of Thrones estão disponíveis na HBO GO para os assinantes do pacote HBO/MAX das operadoras participantes. Acesse www.hbo.com.br ou baixe o aplicativo para dispositivo móvel (com iOS ou Android) ou no Xbox 360 (para usuários do Xbox Live).