Arquivo para a tag: fnl

Connie Britton avisa: Kyle Chandler não quer fazer um filme de Friday Night Lights

by

Kyle-Chandler-Connie-Britton-friday-night-lights

Um grande balde de gelo no chope de todos os fãs de Fridya Night Lights. Em recente entrevista para o programa de TV Watch What Happens, a atriz Connie Britton revelou que o seu ex-colega de elenco na série, Kyle Chandler não tem a intensão de fazer um filme inspirado na série.

Detalhe: o script do longa já está escrito. Mas Coach Taylor simplesmente não quer participar do filme.

Segundo Britton, “existem muitas conversas sobre uma porção de coisas. Algumas pessoas estão realmente empolgadas sobre isso (a realização do filme), e algumas não estão”. Ela acrescenta que, particularmente, ela adora a ideia de reprisar o papel de Tami Taylor.

Especificamente sobre Chandler, a atriz explica que ele está hesitante sobre o filme uma vez que já fizeram um filme antes sobre essa mesma história (a série Friday Night Lights é baseada em um filme lançado em 2004, que por sua vez foi baseado em um livro). “E esse é o ponto”, observou Britton.

O ator Scott Porter, que interpretou Jason Street na série, também expressou a sua preocupação sobre um hipotético filme em recente entrevista para o Entertainment Weekly: “eu aposto em 50/50 as chances (do de participar do filme, caso ele aconteça)”, revela o ator, que confessou ficar preocupado que o filme não fique a altura da série, e não quer manchar a boa imagem que a produção deixou no seu final.

Via EW.com, TV Guide

Presente de Dia das Crianças: Minka Kelly, de Friday Night Lights, na capa da Esquire

by

Eu sei que é feriado, mas não dava pra deixar de fazer o registro. Não imaginamos o que deu na revista Esquire ultimamente (ou se ela sempre foi assim e a gente nunca prestou atenção nisso), mas nós agradecemos pela sequência de mulheres que ela colocou na revista. Primeiro, foi Keri Russell, que mostrou quase tudo. Agora, nos temos Minka Kelly, a Lyla Garrity de Friday Night Lights, aparece na capa da Esquire, de modo bem desejável. E depois me perguntam porque eu ainda assisto a série. Bom, veja a foto abaixo e você tem a resposta.

Fonte

[Emmy 2010] Raio-X Emmy 2010: Melhor Atriz de Série Dramática

by

Algumas boas novidades nesta categoria de melhor atriz, além das figurinhas tarimbadas, além de uma super favorita. Em 2010, as atrizes se empenharam para conquistar o seu espaço, e em muitos casos, foram decisivas para o futuro da trama. Algumas até mais do que a gente esperava, o que não significa que isso seja decepcionante, muito pelo contrário. Vamos conhecer as indicadas.

Kyra Sedgwick (Brenda Johnson, The Closer, TNT)

Sedgwick é uma das figurinhas carimbadas da categoria, e a maior responsável pela série The Closer ter a popularidade que tem. Vencedora do Golden Globes de 2007 pelo papel de Brenda Johnson, está no mundo de Hollywood desde os 16 anos de idade, tendo como participação mais destacada no cinema o filme Fenômeno, com John Travolta. Está em The Closer desde 2007 e, fora isso, dublou a animação Batman: Mistery of the Batwoman. Já tem uma estrela na calçada da fama da televisão de Hollywood.

Deve vencer o Emmy porque… está passando da hora. Depois de cinco indicações consecutivas ao Emmy (ou seja, desde 2007. Ou seja, desde que a série estreou), ela merece ao menos um prêmio pelo seu esforço, dedicação e persistência. Fora que o seu papel em The Closer é muito bom. Senão, vai virar uma Angela Lansbury, que foi indicada 11 vezes por Assassinato Por Escrito, sem levar nenhum Emmy sequer.

Pode perder o Emmy porque… em todas as vezes que foi indicada (e perdeu), sempre tinha alguma atriz com um trabalho espetacular para atrapalhar as aspirações de Kyra. E, neste ano, temos, pelo menos, três nesta condição. Logo, as chances dela continuar na fila de não vencer aumentam consideravelmente.

Julianna Marguiles (Alicia Florrick, The Good Wife, CBS)

Juliana Marguiles é uma velha conhecida do Emmy e de todos nós, pelo seu personagem em E.R., Carol Hathaway. Através da série da NBC, ganhou o seu Emmy Awards. Antes de tudo isso, ela esteve em Law & Order e Assassinato Por Escrito. Depois disso, fez diversos filmes para TV e minisséries, e antes de chegar em The Good Wife, ela participou rapidamente de Scrubs e The Sopranos. Teve em The Good Wife uma das melhores atuações do ano, e está merecidamente indicada.

Deve vencer o Emmy porque… é uma das mais fortes indicadas do ano. Vale lembrar que, em 2010, Marguiles já venceu o Golden Globe e o Screen Actors Guild por este papel, o que já são ótimas credenciais para vencer o prêmio de melhor atriz. A temporada da série ajudou, e está em evidência de forma positiva, tendo o respeito de crítica e público.

Pode perder o Emmy porque… não dá pra ignorar a concorrência que já está presente nesta categoria a tempos. Glenn Close e Mariska Hargitay são fortes candidatas. Se Marguiles superar estas duas (principalmente Glenn), será uma das vitórias mais valorizadas da década no Emmy.



Connie Britton (Tami Tayor, Friday Night Lights, DirecTV 101/NBC)

Connie Britton é uma grata novidade, que tem uma história bem íntima com a história de Friday Night Lights, pois em 2004, ela fez parte do filme que deu origem a série. Na TV, participou de séries como Ellen, Cupid, O Fugitivo (2000), Life As We Know It e 24 Horas. Já tinha sido indicada no TCA Awards em 2007 e 2008 pelo papel e, felizmente (e antes que a série acabe), foi indicada neste ano pela primeira vez ao Emmy Awards.

Deve vencer o Emmy porque… se chegou até aqui, por que não? Muita gente reclamava que Friday Night Lights era uma série ignorada pelos membros da academia no passado, e neste ano, teve o seu reconhecimento. Ou seja, se alcançou esta indicação pela interpretação bem convincente que teve este ano, vencer é sempre o próximo passo.

Pode perder o Emmy porque… existem indicadas bem mais destacadas e respeitadas pelos votantes do que Britton. Das indicadas, é a que tem menos chances de vencer, em virtude daquilo que as demais mostraram ao longo deste ano.

Mariska Hargitay (Olivia Benson, Law & Order: Special Victims Unit, NBC)

Mariska Hargitay é mais uma figurinha carimbada do Emmy. Está na ativa desde a década de 80, e com trabalhos que todos nós já vimos, mesmo que a gente não se lembre. Por exemplo: ela já esteve no filmes Power Ranges e O Guru do Amor. Na telinha, já participou das séries Baywatch, Seinfeld (no piloto), Ellen, The Single Guy, E.R., Law & Order (onde o personagem de Olivia Benson surgiu) e Law & Order: Trial By Jury. Já venceu um Golden Globe Awards pelo papel.

Deve vencer o Emmy porque…
é sempre forte candidata, ainda mais que neste ano, o Emmy é exibido pela NBC. Além disso, é um papel que está na TV por 11 anos, e uma hora, deve receber o prêmio máximo da TV pelos serviços prestados. Quem sabe não seja neste ano? Possibilidades sempre existem.

Pode perder o Emmy porque… corre o sério risco de sofrer do mesmo efeito Kyra Sedgwick, de ser indicada sempre e não vencer nunca. Glenn Close e Julianna Marguiles indicadas na mesma categoria é algo que não é confortável para nenhuma das outras indicadas. Logo, se perder, não será nenhuma decepção ou surpresa.

January Jones (Betty Draper, Mad Men, AMC)

January Jones teve um início que não tem nada a ver com a séria Betty Draper de Mad Men. Ela apareceu para o mundo de Hollywood com mais destaque pelo seu papel em American Pie: O Casamento (acreditem, se quiser). Também esteve em Dirty Dancing: Gavana Nights, e teve participação em Law & Order. Também passou por We Are Marshall, apresentou o Saturday Night Live e, em 2011, estará no filme X-Men: First Class.

Deve vencer o Emmy porque…
Betty Draper é um papel forte. Já foi indicado para diversos prêmios entre 2008, 2009 e 2010, inclusive vencendo um Screen Actors Guild em 2009. É um dos personagens que vem em uma crescente muito interessante dentro da trama, e vencer o Emmy seria a confirmação desta crescente.

Pode perder o Emmy porque… Glenn Close e Julianna Marguiles estão na disputa, e são dois enormes rochedos nos sapatos de Jones. Damages e The Good Wife são séries que ajudam demais ao elenco, enquanto que Mad Men é bem mais discreta neste aspecto, e isso pode ser um fator decisivo na hora da escolha.

Glenn Close (Patty Hewes, Damages, FX)

Glenn Close é a mais conhecida e respeitada da lista, com uma sólida carreira no cinema, teatro e televisão. Mundialmente conhecida por filmes como Ligações Perigosas e Atração Fatal, ela já foi indicada cinco vezes ao Oscar, e já venceu três Tony Awards, três Emmy Awards, dois Golden Globe Awards e um Screen Actors Guild Awards. O que fez no cinema? Vamos lá: Greystoke: A Lenda de Tarzan, Hamlet, O Reverso da Fortuna, Hook, A Casa dos Espíritos, Marte Ataca!, 101 Dálmatas, Será Que Ele É?, Força Aérea Um, Tarzan, 102 Dálmatas e Nove Vidas. Na TV, quem pensa que ela só fez Damages, se enganou: fez muitos filmes para a TV e séries menores, mas já esteve em Will & Grace, The West Wing, desde 1995 é a mãe de Marge Simpson em The Simpsons e esteve no elenco regular de The Shield em 2005, onde foi indicada ao Emmy e ao Golden Globe, como melhor atriz.

Deve vencer o Emmy porque… é a favorita máxima da categoria. Vencedora dos últimos dois anos no Emmy, transforma Patty Hewes em um personagem único na TV. Talvez um dos melhores personagens da atualidade no mundo das séries. É a peça principal de Damages, e o motivo pelo qual a série faz tanto sucesso.

Pode perder o Emmy porque… Julianna Marguiles vem aí. Tem sempre aquela possibilidade dos votantes resolverem entregar o prêmio para alguém que tenha se destacado na TV aberta, mesmo que o seu papel não seja tão destacado que outro personagem. Isso já aconteceu na história do Emmy, e pode acontecer de novo este ano. Apostamos que Glenn Close está com as barbas no molho por causa disso.

[Emmy 2010] Raio-X Emmy 2010: Friday Night Lights

by


Foto: Wikipedia

Friday Night Lights
Canal: DirecTV 101/NBC
Gênero: Drama
Temporada: 04
Indicações: 04 (melhor elenco de série dramática, melhor ator de série dramática, para Kyle Chandler, melhor atriz de série dramática, para Connie Britton e melhor roteiro para série dramática).

Friday Night Lights é um caso único na TV norte-americana. Uma série que é muito elogiada pela sua qualidade técnica, e pela história como um todo, por ser um drama adolescente que não cai nos clichês habituais de séries protagonizadas pelos teenagers, não é uma daquelas séries que “engrenaram”. Quase foi cancelada em 2008, mas foi salva pela DirecTV, em um acordo feito com a própria NBC, e desde então, teve uma virada considerável na sua história e no seu prestígio. Talvez o segredo do sucesso de FNL tenha sido reduzir a duração de suas temporadas, tornando a história mais coesa (apesar de alguns escorregões de roteiro, admito). Teve em 2010 o reconhecimento deste trabalho, e já é o drama com temática esportiva mais bem sucedida da história do Emmy.

Deve vencer o Emmy porque… deve ter chegado a hora. Ainda mais porque a próxima temporada de FNL deve ser a última. Kyle Chandler se destaca muito no seu papel de Coach Taylor, que é um dos personagens mais carismáticos da série, e o seu elenco já venceu o Emmy pela primeira temporada. Ou seja, motivos para que a série saia premiada na noite do Emmy não faltam.

Pode perder o Emmy porque… a concorrência é muito dura neste ano. Não devemos nos esquecer que, em algumas categorias, FNL disputa com Mad Men, Breaking Bad, Lost, Dexter e House, que são verdadeiros tubarões nas categorias onde estão indicadas, e isso pode ser um sério problema para a série da DirecTV/NBC.