O lendário diretor norte-americano Steven Spielberg parece não ter ficado muito feliz com o sucesso de Roma, e há quem diga que ele utilizou a sua influência em Hollywood para evitar que o filme de Alfonso Cuarón não vencesse o Oscar 2019 na categoria de Melhor Filme.

Várias fontes anônimas dentro de Hollywood (algumas envolvidas no processo de votação) confirmam a campanha de Spielberg dentro de Hollywood para que Green Book vencesse nessa categoria.

As declarações de Spielberg no passado reforçam a teoria de conspiração. O diretor mencionou a importância que os cinemas possuem dentro da indústria, e o quanto é importante conservá-los. Fez ênfase que a experiência entre ver um filme em casa e no cinema não tem comparações.

Logo, Roma vencer o Oscar de Melhor Filme seria deixar que o entretenimento em casa vencesse sobre as clássicas salas de cinema.

A fala de Spielberg é claramente dirigida aos serviços de streaming (Netflix, Amazon Prime, Hulu, etc). Curiosamente, foi descoberto que o ator Viggo Mortensen tinha entre os seus agradecimentos o nome de Steven Spielberg, antes da cerimônia do Oscar. Porém, por motivos que não se mantiveram em tanto segredo, ele eliminou dos seus agradecimentos o nome do diretor.

Porém, tudo aqui está na zona dos rumores, em uma grande teoria de conspiração. E até que alguém confirme tudo isso, não é possível comprovar nada. Porém, seria muito feio da parte de Steven Spielberg agir dessa forma apenas para manter a sua visão conservadora sobre o assunto.

 

Via El País

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui