disney

Bob Iger, presidente da Disney, revelou novos detalhes sobre o serviço de streaming da empresa que estreia em 2019.

Iger quer algo grande e quente para o seu público, e esclareceu que os filmes da Marvel e da franquia Star Wars deixam mesmo a Netflix para serem exclusivos no canal da Disney.

Serão 500 filmes da Disney e em torno de 7 mil episódios de séries de TV na nova plataforma. A cada ano, quatro ou cinco filmes e séries originais da Disney serão exclusivos do novo serviço de streaming.

Iger espera estrear a plataforma no final de 2019, primeiro nos Estados Unidos e depois em escala internacional. Não fala em preços de assinatura ou nome definitivo para a plataforma.

O Disney Channel segue existindo, e todos os programas do novo canal serão originais e exclusivos, produzidos pelos Estúdios Disney, com filmes de menor orçamento.

A Disney ainda não está interessada em se lançar no mercado on demand, como aposta a Amazon e a Apple, com estreias entre 30 e 45 dias antes das estreias no cinema (com um preço mais caro).

Iger indicou que os pobres resultados recentes das bilheterias alerta para a necessidade de realizar filmes que justificam a ida ao cinema pela grande experiência oferecida pelas salas.

Por fim, o executivo deixou claro que as séries originais que adaptam os super heróis da Marvel permanecem na Netflix.