Segundo o The Hollywood Reportes, a empresa San Diego Comic-Con International venceu a batalha judicial contra a Salt Lake Comic-Con, acusando a segunda por infração de marca registrada.

A disputa judicial durou muito tempo, mas um juiz da Califórnia determinou que apenas a San Diego Comic-Con pode se chamar “Comic-Con”.

O magistrado rechaçou a possibilidade de um novo julgamento, e impôs uma multa de US$ 4 milhões aos infratores pelo tema.

Apesar da Salt Lake Comic-Con já se chamar FanX Salt Lake Comic Conventiona a algum tempo, na promoção de cada evento eles incluíam o nome antigo, para atrair o público.

Porém, o ponto mais delicado disso tudo é: o que acontece com as demais grandes convenções norte-americanas? Exemplo: New York Comic-Con, Wizard World Chicago Comic-Con e Dallas Comic-Con, entre várias outras.

 

 

E o que acontece com a Comic-Con Experience no Brasil?

 

Bem sabemos que a Comic-Con é uma instituição de culto para os nerds do mundo todo, além de uma marca potencialmente lucrativa para todos que decidirem explorá-la. A prova disso é o próprio processo ganho pelo pessoal da San Diego Comic-Con.

O Brasil acabou recebendo a sua versão da Comic-Con, no evento Comic-Con Experience, organizado pelo pessoal do site Omelete. O evento cresceu ao longo dos anos, e hoje é um dos mais importantes do nosso calendário.

Com esse novo cenário, muitos se perguntam o que vai acontecer com o evento nacional.

Até onde sabemos, a Comic-Con Experience é uma marca com direitos licenciados pela San Diego Comic-Con International para o Omelete. Tanto, que no passado, uma disputa semelhante aconteceu com outros dois eventos, chamados Brasil Comic Con e Santos Comic Con.

A disputa da marca no Brasil começou em 2014, e no final das contas, a Brasil Comic Con desapareceu. Vamos ver como a decisão nos tribunais norte-americanos afeta a organização do evento nacional. Em tese, nada muda, pois só os eventos norte-americanos são afetados.

Mas… vamos aguardar.

 

Via The Hollywood Reporter