SNL

 

Fazer piada com Donald Trump dá resultado. Ainda mais quando o presidente é imitado por Alec Baldwin.

O Saturday Night Live (NBC) exibido ontem à noite nos Estados Unidos (11) teve Baldiwn como apresentador, pela décima sétima vez na história do programa. O programa contou com a volta de Melissa McCarthy roubando a cena em mais uma imitação memorável.

Como resultado, o programa registrou a sua maior audiência em cinco anos, com uma média de 7.2 (antes, 7.8, em 08/01/2011, com Jim Carrey como host e a banda The Black Keys como convidados musicais, em uma noite onde o programa foi exibido depois de um jogo de wildcard da NFL).

Se descartarmos o fator futebol americano como impulsionador da audiência, ou seja, em um episódio considerado absolutamente normal, esta foi a melhor audiência do SNL em seis anos (8.8, em 08/05/2010, com Betty White como apresentadora, e Jay-Z como convidado musical).

Comparando com a média do programa desde fevereiro de 2016, a edição de ontem do SNL obteve um ganho de audiência de 50%.

Também vale a pena observar que a demo 18-49 anos do episódio foi de 3.6, um aumento de 57% em relação ao mesmo episódio do ano passado, e é a melhor demo da TV norte-americana nessa semana até agora.

Tentando capitalizar com as altas audiências registradas na atual 42da temporada do SNL, a NBC pensa em lançar um spinoff do segmento Weekend Update, em um programa em horário nobre de 30 minutos nas noites de quinta-feira, que deve estrear na próxima fall season.