Viu como eu não sou marvelete? Eu estou aqui para jogar verdades na sua cara, e essas verdades chegam em forma de DC, mais precisamente, na forma de Shazam!

O inesperado filme zoeira no estilo Sessão da Tarde protagonizado por Zachary Levi é considerado tão sucesso, que a Warner Bros e a DC já confirmaram o segundo filme. E aqui, sucesso não deve ser medido apenas pelos números registrados na bilheteria (até porque os números ficam abaixo da maioria dos filmes de herói), mas sim pelo alcance que o filme obteve e, principalmente, para os novos caminhos que eles podem seguir daqui para frente.

 

 

Onde Shazam! acertou?

 

 

Para começar, acertou em se afastar completamente do modo Zack Snyder em contar histórias. Por mais que os fãs mais roots da DC insistissem em defender o tom mais sombrio de narrativa estabelecido pelo diretor, é fato que ele não funcionou, e as regras de uma mecânica narrativa que abraça mais pessoas já estava estabelecido.

Porém, Shazam! acertou em cheio ao decidir contar a sua história, do seu jeito, e sem medo de ser feliz. Mostra uma DC que encontrou a mão de uma narrativa que parece agradar aos seus fãs de forma mais consistente, além de conquistar um novo publico para conhecer os seus personagens.

 

 

Um grande protagonista, acompanhado por um bom elenco

 

 

Zachary Levi nasceu para esse papel. Aliás, ele nasceu para ser o nerd no mundo do entretenimento. Insisto que muito do sucesso de Chuck só veio por causa de seu carisma e timing para humor, algo que ele faz muito bem na versão adulta do protagonista.

Mas também é preciso destacar um Mark Strong que entrega um Dr. Sivana bem convincente, mesmo que pareça um pouco caricata às vezes (algo que, nesse caso, é bem vindo, pois o filme sabe fazer piadas dele mesmo). E o elenco infantil/infanto-juvenil é outro fator que explica o sucesso de Shazam!. Um grupo de atores empáticos e muito competentes em assumirem a proposta apresentada para eles.

É claro que não adianta nada ter um grande elenco se você não tem uma boa direção. O filme dirigido por David F. Sandberg é bem redondo, entrega tudo o que promete, e é diversão garantida em vários níveis, mas sem entregar a ação que esperamos dentro de uma proposta como essa.

 

 

A DC ressuscitou nos cinemas

 

Shazam DC Comics

 

Muitos afirmam que Shazam! é a prova cabal que a DC renasceu nos cinemas, entregando o filme que prometeu do começo ao fim. Alguns até alegam que esse filme é o melhor da DCEU até agora. Eu não diria isso. Por outro lado, também não é difícil ser o melhor filme quando a maioria dos já lançados deixaram a desejar, e Mulher-Maravilha tem aquele terceiro ato de esquecer.

Vou repetir o mantra dos últimos cinco anos (pelo menos): é um ótimo momento para a cultura nerd, e ver filmes como Shazam! funcionando nos cinemas é mais um reforço para que esse momento do nerd mainstream perdure por mais alguns anos.