A sétima temporada de Game of Thrones (HBO) registrou o recorde de downloads ilegais, superando a marca de 1 bilhão de downloads somando todos os episódios da temporada.

A firma de análise MUSO revela a informação, revelando que os dados preliminares (que já eram ruins) dos downloads ilegais se revelaram muito piores nos dados finais.

 

 

E o mais surpreendente de tudo isso é que as plataformas de streaming foram as dominantes no consumo ilegal da série (85%), e não através dos torrents (9%).

O contraste entre o consumo ilegal e as visualizações oficiais é enorme (1 bilhão, contra 220 milhões, respectivamente). Parte da culpa está no vazamento criminoso dos dados da HBO. A outra parte da culpa é da própria HBO, que permitiu que alguns episódios caíssem na internet antes de sua primeira exibição.