Qualquer escolha artística gera polêmica, e o Oscar 2018 não seria uma exceção. A Forma da Água como Melhor Filme não agradou a todos. Mas uma nova polêmica pontual apareceu: a ausência da comédia no Oscar.

Seth MacFarlane (Family Guy, The Orville, Ted) atacou a Academia de Hollywood em sua conta no Twitter por dar preferência aos dramas e ignorar as comédias. Para ele, 99% dos indicados envolvem histórias dramáticas, onde Corra! foi uma exceção. Uma rara exceção.

Alguns dos seguidores de MacFarlane questionaram seus comentários, lembrando que outras duas comédias foram indicadas ao Oscar 2018 (Lady Bird e Três Anúncios Para Um Crime – apesar de eu não achar o segundo filme uma comédia de forma alguma). E o comediante respondeu que se referia às comédias puras, e não filmes com elementos cômicos. Comédias de verdade.

Quando questionado sobre quais comédias poderiam ser indicadas ao Oscar de Melhor Filme, MacFarlane questionou filmes clássicos como Arthur Um Milionário, Tootsie, O Céu Pode Esperar, De Volta Para o Futuro e Feitiço do Tempo.

MacFarlane está com a razão, em partes. Tradicionalmente, o Oscar supervalorizou os dramas e menosprezou as comédias. Entre as injustiças históricas, temos sempre que lembrar de Jim Carrey, com pelo menos três filmes onde poderia ser indicado com facilidade (O Show de Truman, O Mundo de Andy e Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças). A má notícia é que provavelmente nunca mais ele será indicado, já que ele demonstra um maior desinteresse pelo cinema.

Porém, MacFarlane está problematizando a questão: comédias como Meia Noite em Paris, O Grande Hotel Budapeste e A Grande Aposta foram indicadas na categoria de Melhor Filme nos últimos anos. Sem falar que produções como Annie Hall, Shakespeare Apaixonado e O Artista venceram como Melhor Filme.

Pode não ser o estilo de comédia escrachado que ele quer, mas não deixam de ser filmes de comédia.

Por outro lado, MacFarlane não é o primeiro que reivindica as comédias no Oscar. No final de 2011, Judd Apatow afirmou que o Oscar deveria seguir o exemplo do Globo de Ouro, que separa dramas de comédias, dando reconhecimento para os dois gêneros.

Será que esta seria a solução para os Academy Awards?

 

Via @SethMacFarlane