Selton Mello O Mecanismo
Selton Mello e o diretor José Padilha explicaram motivo que deixaram a voz do Selton Mello na primeira temporada mais baixa (Imagem: Reprodução/Netflix)

A série da Netflix, “O Mecanismo” teve um forte problema técnico, a voz do protagonista Selton Mello, simplesmente não dava para ser escutada. A produção que conta a história da polêmica Operação Lava Jato, virou alvo de inúmeras críticas. Esse descontentamento aconteceu não só pelo fatos mostrados, que geram muita controvérsia, como também pelo problema no áudio.

Os comentários foram inúmeros, nos quais diversas pessoas usaram as redes sociais, para reclamar que não conseguiam ouvir o que o protagonista falava. “Eu não acho que eu fale baixo, acho que as pessoas é que falam alto”, comentou o ator em tom de brincadeira, durante um evento para promover a série.

“Na primeira temporada não foi um problema meu, foi problema da mixagem. É isso mesmo, mixaram errado e as pessoas me entenderam mal. Agora mixaram certo e as pessoas me entenderam”, completou Mello.

O diretor José Padilha, explicou o que, de fato, aconteceu. Segundo ele, o erro se deu na mixagem. Como as pessoas usaram plataformas diferentes para assistir à série, muitos não conseguiram ter a qualidade esperada em um mecanismo que não usasse a mixagem Dolby 5.1.

“Como o Brasil começou a fazer série depois, as pessoas não se deram conta de que iam assistir à série no iPhone. Eles mixaram para Dolby 5.1, no cinema. Quando você vê isso no iPad, mata o microfone do meio, e as pessoas ficam com a impressão de que o Selton fala baixo” explicou o diretor, sobre a causa do problema.

Segunda temporada

A segunda temporada estreou na sexta-feira (10), trazendo uma abertura que mostra imagens de políticos, desde Fernando Collor a Dilma Rousseff, mostrando também Michel Temer, o ex-governador Sérgio Cabral, o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, dentre outros políticos polêmicos que compõe o cenário político nacional.

Todos são mostrados com o rosto borrado, e com a música de Bezerra da Silva, Reunião de Bacana (Se Gritar Pega Ladrão), como trilha sonora da abertura.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui