A atriz Scarlett Johansson não tem medo de polêmicas. Seu próximo trabalho no cinema será em Rub & Tug, onde vai interpretar Dante “Tex” Gill, um mafioso transgênero.

Johansson já é criticada por aceitar um papel que, na opinião de alguns, deveria ser reservado para uma pessoa transgênera, que normalmente é marginalizada em Hollywood. Curiosamente, o projeto reúne a atriz mais uma vez com Rupert Sanders, diretor de Ghost in the Shell, cujo casting também gerou controvérsia, uma vez que no original a protagonista tinha traços japoneses.

Mas voltemos para Rub & Tug. As reclamações chegaram aos ouvidos de Scarlett Johannson, que respondeu de forma taxativa: “Procurem os representantes de Jeffrey Tambor, Jared Leto e Felicity Huffman para pedir declarações.” Os três foram premiados por interpretar personagens transgêneros em Transparent, Dallas Buyers Club e Transamerica.

 

 

Trace Lysette (Transparent) e Jamie Clayton (Sense8), duas das atrizes transexuais mais conhecidas da atualidade, protestaram contra o sistema de casting de Hollywood. Alegam que o problema vai além do suposto roubo dos personagens, mas também da narrativa dos mesmos, sem dar a oportunidade de expressar a sua verdade, com a perspectiva real de quem é transexual.

As filmagens de Rub & Tug começam nos primeiros dias de 2019. Dante “Tex” Gill nasceu como Jean Gill, um delinquente que ficou famoso nas décadas de 80 e 90 quando se descobriu que algumas de suas salas de massagem eram disfarce para casas de prostituição. Gill foi preso e ficou sete anos na cadeia por evasão de impostos.

 

+info