Eu pensei muito se eu ia escrever esse post, mas entendi que era importante rever alguns posicionamentos sobre esse tema. Com o iminente risco de desastre envolvendo a franquia Os Guardiões da Galáxia, é importante que todos façam uma reflexão mais racional sobre o caso James Gunn.

Nesse momento, toda a produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 está paralisada. Dave Bautista (Drax) já afirmou que não se sente motivado a trabalhar com a Disney novamente, e não acho que ele será o único que vai ameaçar pular fora do barco.

É importante lembrar que o elenco sempre tem peso nessa equação. Ainda mais em uma história de um time de heróis. Principalmente quando acontece uma reunião tão acertada como essa. É um elenco carismático, que conta com a aprovação do público, inclusive para declarações mais fortes.

Eu entendo que James Gunn escreveu o que escreveu, e isso não tem volta. As piadas são fortes, preconceituosas e sem graça. De fato, o mundo hoje não admite que tais conceitos de humor sejam considerados aceitáveis para uma sociedade tão dividida.

Porém, como ser humano dito racional, eu devo entender também que James Gunn se expressou de forma infeliz, e o fez há dez anos. E qualquer pessoa tem o direito (e até o dever, em alguns casos) de mudar de ideia, a qualquer momento da vida.

James Gunn mudou de ideia.

 

 

Também preciso dizer, seguindo a linha de racionalidade, que toda e qualquer pessoa tem o dever de reconhecer erros e modificar posturas e atitudes. É o nosso maior traço de evolução como ser humano, e o principal compromisso conosco mesmo.

James Gunn reconheceu que foi infeliz com suas piadas, pediu desculpas para toda e qualquer pessoa que tenha se sentido atingida ou ofendida com suas piadas, e mudou a sua postura com o passar do tempo. É um dos caras em Hollywood que ajuda instituições de menos favorecidos e é um declarado ativista dos animais.

Além disso, refletindo melhor sobre toda a problemática, entendo que a Disney também errou em não realizar um pente fino no histórico público de James Gunn, incluindo suas declarações e publicações nas redes sociais.

Afinal de contas, se é uma empresa tão familiar assim, era obrigação fazer essa verificação completa do perfil do profissional que estava contratando. Como qualquer empresa grande faz.

Logo, devo admitir que mudei meu posicionamento sobre esse caso. A melhor forma de salvar Guardiões da Galáxia Vol. 3 é readmitindo James Gunn para o projeto. Não acho que a Disney vai fazer isso (apesar de Kevin Feige, chefão da Marvel, admitir que lutou para manter Gunn no filme).

E acho que, pela primeira vez, podemos dizer: crise na Marvel Cinematic Universe.

Mas esta é uma crise que está bem fácil de resolver. Basta os chefões da Disney compreenderem que todo mundo evolui nessa vida.

E que todos podem mudar de ideia e visão de mundo quando melhoram.