dancing-with-the-stars-2013

Dancing with the Stars | ABC | Reality Competition | Temporadas: 16 | Indicações: 09 (Melhor Direção de Arte Para Programa de Variedades ou de Não-Ficção, Melhor Coreografia – duas indicações, Melhor Penteado para Série Multi-Câmera ou Especial, Melhor Design de Iluminação/Direção de Iluminação Para Programa de Variedades, Melhor Maquiagem Para Série Multi-Câmera ou Especial – Não Prostética, Melhor Direção Técnica, Operação de Câmera, Controle de Vídeo Em Série, Melhor Apresentador de Reality Show/Reality Competition – para Tom Bergeron e Melhor Reality Competition)

Quando a ABC decidiu deixar de transmitir o Monday Night Football, o tradicional jogo de futebol americano da segunda-feira a noite da NFL (que hoje é exibido pela ESPN, um canal do grupo Disney, que também é dona da ABC) e decidiu exibir um reality competition de dança, muita gente chamou os executivos da ABC de loucos. Porém, oito anos depois, e indo para uma décima sétima temporada, Dancing with the Stars se provou um grande sucesso da TV norte-americana.

O formato do programa combina elementos que as pessoas gostam de ver: dança, celebridades, celebridades fazendo coisas que normalmente não conseguiriam fazer, eliminações, votação popular… as pessoas gostam disso. A ABC acertou na troca. Tudo bem, perdeu em média uns 15 milhões na audiência semanal média (já que o Monday Night Football contava com assustadores 35 milhões de média durante a temporada regular na NFL). Em compensação, conquistou um público mais diversificado, e com maior potencial de voltar a assistir o programa na próxima semana.

Vou explicar. A ABC pode fazer uma temporada de Dancing with the Stars por semestre (algo que não podia fazer com o futebol americano), e hoje, o programa mantém uma audiência média que varia entre 16 e 20 milhões de espectadores. Por semana! Como o programa dura 12 semanas por semestre, é só fazer as contas e ver que a ABC fez um grande negócio.

No final das contas, Dancing with the Stars foi o programa percussor de todos os demais programas de dança na TV. Recebe as indicações ao Emmy Awards 2013 pela competência comprovada com o seu público alvo, e só agora tem a sua hegemonia ameaçada nas noites de segunda-feira por causa do sucesso de The Voice. Com tudo isso, entre perdas e ganhos, podemos dizer que Dancing with the Stars é o programa “chique vovó” que os norte-americanos adoram.