American-Idol-Season-12-Episode-36

American Idol | Fox | Reality Competition | Temporadas: 12 | Indicações: 03 (Melhor Design de Iluminação/Direção de Iluminação Para um Programa de Variedades, Melhor Mixagem de Som Para um Programa de Variedades ou Especial, Melhor Apresentador de Reality Show ou Reality Competition – para Ryan Seacrest)

American Idol detém o recorde de programa que por mais anos consecutivos ficou como #1 da América, algumas das maiores audiências da história da TV, algumas das maiores médias anuais de programas de TV… mas se o mundo não acabou em 2012, foi como se tivesse acabado para eles em 2013.

Com a pior temporada de sua história, e a segunda mais baixa audiência em média (só perde para a temporada de estreia), o reality musical da Fox ainda se mantém por alguns motivos. Rende muito dinheiro para o canal, que comercializa a versão norte-americana para praticamente o mundo inteiro, gera muito dinheiro para a Universal Music, com as vendas das performances do programa, ainda rende uma visibilidade de audiência de dois dígitos, e porque Ryan Seacrest é “o cara”.

Tirando esses fatores, American Idol já teria acabado a algum tempo. Melhor: teria acabado na última temporada, onde finalistas com qualidade questionável foram aprovados (exceto pelas duas finalistas, que mereceram chegar na final), e principalmente, pelas duas surtadas que a Fox, de forma estúpida, entendeu que poderiam ser juradas do programa. Sim, fãs, podem chorar e xingar, pois foi basicamente isso que Mariah Carey e Nicki Minaj foram nessa temporada de American Idol: duas surtadas!

Sem falar que o programa “envelheceu” como um todo. Músicas que não alcançam o público-alvo, performances com produção de gosto duvidoso, e temas semanais que não faziam o menor sentido. Resumindo: entendo que, diante do cenário de caos, Ryan Seacrest merecia sim ganhar o seu Emmy, até como prêmio de sobrevivência.

A Fox mudou as regras do jogo para a temporada 13 do programa. Novos jurados, novo (velho) mentor, mudanças no formato… vamos ver se dá certo. Fica a esperança que American Idol ao menos recupere a sua identidade e até mesmo dignidade. Tem pelo menos mais uma temporada para fazer isso.