ace ventura

Estão querendo um novo filme da franquia Ace Vetura. Detalhe: sem Jim Carrey. E eu não sei se essa é uma boa ideia.

O objetivo é fazer um novo filme que dá sequência aos dois primeiros, e não um reboot ou remake. Até querem contar com Carrey no filme, mas a ideia é que outro personagem assuma o controle da franquia (um filho ou filha do Ace Ventura, dentro de uma lógica bem simples).

Outra possibilidade é que Ace Ventura receba a sua própria série de TV, algo que já aconteceu em formato de desenho animado entre 1997 e 2000.

O projeto de um novo Ace Ventura só segue adiante se os criadores do personagem aprovarem o projeto, algo que não deve ser um problema com a quantidade de dinheiro que devem jogar na porta da casa dos envolvidos.

Particularmente, eu gosto de Ace Ventura. Gosto muito mais do primeiro filme do que do segundo. Gosto do Jim Carrey no papel, pois é um personagem que se vale do humor sarcástico e da rapidez de raciocínio (que, por sinal, é muito bem desenvolvido) para solucionar os casos e fazer piadas disso (e dos envolvidos nisso).

Porém, eu ainda sigo aquela teoria do “não se mexe nos clássicos”.

Jim Carrey É O ACE VENTURA. Ponto final!

Podem até tentar colocar outro cara no filme, mesmo que seja o filho dele. Não vai rolar. Não vai produzir a mesma empatia que o personagem do passado criou um dia.

Meu apelo em não mexer nos clássicos não se baseia apenas em não destruir aquilo que foi construído tão bem no passado (nossa… falando assim até parece que Ace Ventura é o melhor filme de todos os tempos…), mas também baseado no fato que não temos mais histórias originais para contar no cinema e na TV.

Ou seja, entramos em um mar profundo de repetições de ideias e histórias, que não fazem mais muita razão de ser. Deixem o passado no passado. Vamos viver o presente. Vamos viver o novo!

Leave Ace Ventura Alone!

 

Via Dark Horizons