Matt Damon

Matt Damon se meteu recentemente no tema do assédio sexual em Hollywood, mas por um viés diferente. Ele declarou que era importante enaltecer os homens que não se comportavam de forma adequada com as mulheres da indústria, alegando que aqueles que não são assediadores merecem destaque.

Como se fazer a coisa certa não fosse a obrigação de todo mundo, ou o normal para qualquer pessoa.

Agora, uma petição online pede que a participação de Damon em Oceans 8 seja eliminada da versão final do filme. O argumento está no empoderamento feminino, e a postura de Damon (não apenas em suas recentes declarações, mas principalmente por omitir o comportamento inadequado de Harvey Weinstein desde 2004) não se alinha com essa ideia que o filme passa.

Damon também afirmou recentemente que ainda trabalharia com algum acusado de assédio sexual, dependendo do caso. E isso é considerado por muitos uma postura “repugnante”.

 

 

Nem dá para dizer que Matt Damon foi mal interpretado nessa. Palavras ditas são flechas lançadas. Não tem volta, ainda mais na era da internet. E pesa muito contra o ator o fato dele saber tudo o que Harvey fazia, e ficar quieto.

Por outro lado, ele não é o único nessa condição. Na prática, Damon foi o único a se manifestar dessa forma, contando até com uma certa “coragem” para expor o seu ponto de vista, sem se preocupar muito com as consequências.

Não creio que Damon será retirado de Oceans 8. Até porque, diferente de outras personalidades de Hollywood, ele não está envolvido diretamente em um caso de assédio sexual.

Porém, sua exclusão do filme pode deixar um recado bem claro para todos: saber do crime e não tomar nenhuma providência para fazer a coisa certa te torna cúmplice desse crime.

E isso vale também para os casos de assédio em Hollywood.

 

Via Dark Horizons