Finalmente saiu o primeiro trailer de Operação Fronteira, projeto que está há mais de uma década em desenvolvimento (com grandes nomes como Johnny Depp, Tom Hanks ou Will Smith indo e vindo). O diretor desse thriller será J.C. Chandor.

Ben Affleck, Oscar Isaac, Charlie Hunnam, Garrett Hedlund e Pedro Pascal dão vida aos personagens, e não há dúvidas de que este é um dos lançamentos mais esperados de 2019. A Netflix apostou nesse projeto poderoso porque aparentemente dinheiro não falta para o serviço de streaming. O filme estreia na plataforma em março de 2019.

J.C. Chandor também participou do roteiro inicialmente escrito por Mark Boal, vencedor do Oscar pelo roteiro de The Hurt Locker. Na verdade, Boal iria colaborar novamente com Kathryn Bigelow em Operação Fronteira, ele nem iniciou a escrever as suas ideias. De qualquer forma, espero que Chandor tenha se inspirado para realizar um grande filme, e o trailer convida os espectadores para o otimismo.

Porém, é fundamental nesse momento ser a voz da razão e da consciência, e relembrar ao mundo a regra estabelecida pelo segundo trailer de Esquadrão Suicida: é sempre melhor manter um pé atrás.

A história de Operação Fronteira gira em torno de cinco homens, colegas de exército, que decidem resolver seus problemas financeiros tirando proveito de suas habilidades de combate para realizar um assalto. Mas não é qualquer roubo: eles vão tentar roubar um dos cartéis mais violentos do mundo.

A tríplice fronteira a que o título se refere é uma área localizada entre Paraguai, Argentina e Brasil, que historicamente se transformou em refúgio para as máfias e grandes esquemas de contrabando de drogas. O elenco do filme conta também com Adria Arjona, Christine Horn, Sheila Vand e Reynaldo Gallegos, entre outros.

Operação Fronteira ao menos anima os mais precavidos no primeiro trailer, mas o tempo, a vida e – de novo – Esquadrão Suicida bem me ensinaram que “trailer é uma coisa, filme completo é outra… completamente diferente”.