paramount pictures

Megan Colligan está deixando o seu posto de presidenta da Paramount Pictures.

A executiva enviou uma mensagem aos seus colegas de trabalho anunciando sua demissão, e enquanto Megan se despedia, seu advogado enviava uma carta à Viacom, afirmando que o motivo de sua saída era pela discriminação de gênero.

O tratamento díspar para as mulheres fica evidente quando observamos o êxodo das altas executivas da Paramount nos últimos meses. Pelo menos quatro mulheres já foram embora, e outras demissões podem vir.

Além das condutas inapropriadas dos executivos, Colligan alega que suas responsabilidades foram progressivamente retiradas e repassadas para outros funcionários, em sua maioria, homens.

A demissão de Colligan acontece depois que a Paramount anunciou Jim Gianopulos como seu novo CEO, em março. Até então, não sabemos se essa promoção tem alguma relação com as acusações de Colligan.

Gianopulos ainda não anunciou quem vai ocupar o posto.

Megan Colligan entrou na Paramount Pictures em 2006, onde trabalhou como co-presidenta de marketing e distribuição nacional, até que foi promovida em 2014.

Colligan deixa a Paramount depois que outras mulheres como Rona Cosgrove (supervisão de negócios) abandonou o seu posto na empresa.

E esse pode ser apenas o começo de um movimento maior de renúncias por discriminação de gênero.

 

Via Deadline