Pose (Divulgação)

O episódio de Pose que foi ao ar na última terça-feira (06) marcou história na televisão americana, mostrando um tipo de relacionamento que não é explorado com frequência – para não dizer nunca – na ficção. Trata-se do romance entre os personagens Pray Tell, interpretado por Billy Porter, e Ricky, vivido por Dyllón Burnside.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, Billy desabafou sobre como o relacionamento – e a cena de sexo entre os dois, sua primeira na carreira aos 49 anos – foi seu momento mais vulnerável: “Como um ator, compartilhar isso é algo novo e assustador. É difícil pra mim assistir porque é algo muito real, algo muito privado, que eu sinto que agora está aberto para o público e vai continuar daqui pra frente como parte da maneira através da qual conto histórias“. No episódio em questão, “Revelations”, Pray Tell resolveu ceder às tentativas de Ricky, e os dois começaram um romance. Mas a novidade, com a diferença de idade somada ao diagnóstico de HIV positivo de Ricky, causou grande confusão na família. Apesar das dificuldades iniciais, Porter afirmou ter conversado com o showrunner Ryan Murphy que gostaria de ver seu personagem “experimentando um relacionamento real, funcional e amoroso“, algo que para os homens gay durante o alto da crise de AIDS era algo quase impensável.

Importância

Já para Dyllón, Porter foi o parceiro perfeito para encarar esse momento tão desafiador: “Ele me deu tudo o que eu precisava”. E ainda:A cena marca a primeira vez que dois homens negros, gays, portadores do vírus HIV e com uma diferença de idade considerável aparecem na televisão. Isso nunca aconteceu antes, é algo muito importante“, afirmou ele ao programa ET Canadá. O relacionamento continuará a ser desenvolvido nos próximos episódios e promete muitas emoções. A segunda temporada de Pose é exibida todas as terças no canal FX.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui