O que começou como uma série de livros de fantasia épica por parte do novelista e escritor norte-americano George R.R. Martin se transformou em um fenômeno global pelas mãos da HBO, com Game of Thrones. O final da sétima temporada foi visto por mais de 16.5 milhões de pesoas em todo o mundo, e os números só devem aumentar a partir de hoje, 14 de abril.

Game of Thrones virou fenômeno porque rompeu com o molde da fórmula de sucesso na TV, muito mais que outras séries focadas nos anti-heróis, como The Sopranos, 24 Horas e Breaking Bad. Seus personagens são moralmente ambíguos, cheios de defeitos e complicados, mas de uma forma até então inédita na TV. Graças ao seu ambiente de fantasia medieval e suas impactantes cenas de sexo e violência brutal, Game of Thrones virou o antídoto perfeito e escapista para o mundo moderno, que está impregnado de status quo e sensibilidade.

 

 

Muito mais conectada com a nossa realidade do que você imagina

 

 

Vivemos em um momento onde cada vez mais as pessoas se cansaram de receber lições sobre o quão sensíveis devemos ser e como devemos ser vigilantes sobre cada palavra que sai da nossa boca para não se sentir traumatizado ou oprimido. Em Game of Thrones, vários personagens podem ser brutais, adotar padrões dúbios e amorais e, mesmo assim, você pode obter uma emoção catártica do seu comportamento deplorável. Pois esse universo de dragões e monstros está bem distante de nossa realidade.

Dessa forma, a HBO combina fantasia, elementos típicos de intriga política e conflitos humanos muito realistas. A história conta com uma construção global rica, colorida e de escala gigantesca, transportando os espectadores para um universo alternativo distante, exótico e cheio de aventuras.

Por outro lado, as histórias são muito realistas e de fácil conexão com o mundo real. Game of Thrones não é fantasia simples, de busca por tesouros ou anéis mágicos e lutas contra monstros. Fala sobre conflitos entre nações, classes sociais, raças e o drama de personagens que planejam e manobram para obter poder político. É uma série exótica de um outro mundo, mas também familiar e relevante quando traça paralelos sobre os conflitos e problemas do nosso mundo.

Além de ser uma forma perfeita de escapar da realidade, é uma série de aventura, onde desejo de descobrir o que vem a seguir impulsiona o desejo de assistir aos próximos episódios.

Sem falar que o seu elevado custo de produção deixa tudo muito luxuoso e visualmente impressionante, sem vínculo com uma região específica do planeta, o que a torna mais acessível em âmbitos globais. Sua violência pode afastar a série de algumas pessoas, mas em compensação temos vilões covardes, heróis convincentes e muitos personagens diferentes para a audiência defender.

 

 

Game of Thrones, a melhor série de todos os tempos?

 

 

Mesmo assim, é muito difícil afirmar que Game of Thrones é a melhor série de TV de todos os tempos (para mim, não é e nunca vai ser). Ao longo dos últimos 30 anos (pelo menos), testemunhamos séries que são simplesmente espetaculares com formatos bem diferentes do drama épico da HBO, o que torna bem difícil uma comparação justa.

Porém, podemos afirmar que Game of Thrones é um primeiro e importante capítulo sobre uma mudança significativa no formato de distribuição internacional de conteúdo, e o início de uma nova etapa de internacionalização da indústria da televisão.

Por outro lado, ela pode ser considerada um clássico no futuro, sendo a referência por muito tempo como um dos melhores exemplos do que é conhecida hoje como “a era de ouro da televisão”. É o tipo de série que os fãs vão ver várias e várias vezes, e os novos fãs de TV fatalmente vão descobrir e ver.

Game of Thrones, com suas histórias muito humanas sobre o poder, a família, a política e as intrigas, trata de temas universais que continuarão a ser relevantes para muitas gerações, da mesma forma que a literatura clássica sobrevive por sempre falar sobre a condição humana.

A oitava e última temporada de Game of Thrones estreia hoje, 14 de abril, na HBO.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui