Sério, fãs… vocês acreditam em dragões! Parei!

Eu simplesmente não tenho a menor paciência para Game of Thrones. Eu vi o piloto da HBO sofrendo, e dormi nos três primeiros episódios da série. Logo, desisti por entender que não era para mim. Mas não posso simplesmente encerrar o assunto nessa explicação.

Eu sempre vi Game of Thrones como A MAIOR SÉRIE DE TELEVISÃO DA HISTÓRIA. Uma produção cinematográfica (e olha que ainda peca em algumas coisas), com orçamento de cinema (US$ 90 milhões na temporada atual), com batalhas enormes (algumas no escuro onde ninguém vê, mas tudo bem…) e um festival de plot twists que deixa todo mundo cansado.

Eu, inclusive. Eu fiquei bem cansado ao tentar ver Game of Thrones.

Porém, uma série de TV não pode ser só isso. Por mais que eu ache incrível dragões e as batalhas, as tramas, os conchavos e, principalmente, a narrativa precisam ir além disso. E, convenhamos: no começo, a série era nada com nada nesse aspecto (eu sei que melhorou depois e agora está meio caída nisso também, mas eu não ia esperar até ficar boa; eu não caio mais nessa).

No começo, a série se resumia em SANGUE E TETAS. Só isso. Não que eu não venha a gostar de tetas. Eu gosto. Mas precisa ter história. E Game of Thrones no começo tinha uma história pobre. Aí, jogam para impactar a galera a morte do Ned Stark, o Casamento Vermelho e a Caminhada da Vergonha. E o resto da temporada é um nada.

É tipo The Walking Dead brincando de Senhor dos Anéis.

E por causa disso, eu jamais vou dizer ou aceitar que alguém afirme que Game of Thrones é A MELHOR SÉRIE DE TODOS OS TEMPOS. Pois existe uma diferença gritante entre a MAIOR SÉRIE (na produção) e a MELHOR SÉRIE (na qualidade).

No final das contas, eu me divirto bem mais com Game of Thrones acompanhando os comentários de fãs e outros detratores da série no Twitter, pois a regra é bem clara: a realidade sempre vai superar a ficção. Eu realmente gostaria de me apegar mais à série e ficar na mesma vibe de muita gente. Porém, sinto muito: eu tenho mais o que fazer da vida do que ficar acompanhando uma série que não me pegou desde o começo.

Para quem vai ver os episódios finais, boa sorte!