Mesmo com as críticas pesadas contra Venom, a Sony decidiu seguir explorando os vilões do Homem-Aranha, e dois deles receberão filmes próprios: Morbius e Kraven.

Os produtores Avi Arad e Matt Tolmach, envolvidos no Spider-Verso da Sony Pictures, confirmaram em recente entrevista que o projeto de Morbius deve começar a ser filmado no início de 2019.

Eles querem Jared Leto para o papel, mas não sabemos como será a transição dele como Coringa de Esquadrão Suicida (ele tem contrato para mais dois filmes com o personagem) para esse projeto.

Já Kraven tem como roteirista Richard Wenk, que concluiu o seu material. Sabemos que o seu personagem vai cruzar com o Homem-Aranha em tela, e será inspirado no comic de 1987, criado por J.M. DeMatteis e Mike Zeck.

O roterista confess que está estudando o material a fundo para uma melhor adaptação, e por ser uma história de origem, ele não terá o mesmo desfecho dos quadrinhos.

A pergunta que fica é: realmente precisamos de tudo isso?

Se depender exclusivamente de mim (e eu sei que não depende), eu não quero. Para mim, a experiência terrível de Venom me basta.

Venom foi um filme tão ruim, que foi difícil escrever 500 palavras sobre ele. Uma execução simplesmente terrível, em um filme que não tem história, não tem conflitos, não tem nada.

De novo: não podemos culpar Tom Hardy pela má qualidade do longa. A culpa não é dele. Ele até se esforça para entregar um filme decente a partir da perspectiva dele, entregando carisma em um filme que você tende a se irritar com tudo o que é contado.

Logo, se é para a Sony investir dinheiro em porcaria, é preferível não fazer. Não vejo absolutamente nada de interessante nos vilões do Homem-Aranha. Aliás, os vilões da Marvel tendem a ser fracos mesmo, e alguns roteiristas tiraram leite de pedra para entregar bons vilões em poucos filmes da MCU.

E não acho que a Sony, que teve o Homem-Aranha por anos, terá esse cuidado logo agora.

Meio tarde, na minha opinião.

 

Via Collider