A lógica prevaleceu, e Roma venceu como Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2019.

O filme dirigido, roteirizado, fotografado e editado pelo mexicano Alfonso Cuarón narra uma história baseada nas memórias de infância do diretor. Mostra a trajetória de uma empregada que tenta conviver com os seus dramas pessoais, ao mesmo tempo em que uma grande revolução política e social se levanta no México da década de 1970.

É o trabalho mais íntimo e pessoal de Cuarón, e o resultado final desse filme é simplesmente espetacular. A sensível, comovente e até sufocante história apresenta as visões de mundo do diretor e, principalmente, como a sua visão de mundo foi afetada pela influência dessas mulheres em sua vida, pelo cenário político e pelo cinema.

Roma é um dos melhores filmes de 2018, com relativa facilidade, e favorito máximo dessa categoria. Venceu todas as premiações prévias até o Oscar, e a estatueta nessa categoria é mais do que merecida.