X-Men: Fênix Negra (20th Century Fox)

“Fênix Negra” acaba de ser lançado, marcando o fim dos vinte anos da franquia X-Men sob a tutela da Fox. Porém, ao invés de fechar com chave de ouro uma série de filmes de grande sucesso que faturou milhões, o longa se tornou uma fonte de vergonha para o estúdio e os produtores. Os problemas começaram com atrasos frequentes, sequências inteiras que precisaram ser regravadas, desentendimentos artísticos nos bastidores, tudo isso culminando em adiamentos constantes da data de estreia.

Quando o filme finalmente chegou às telonas no último dia 06 de junho, os resultados de bilheteria, assim como a recepção do público e crítica deixaram – e muito – a desejar. Em reportagem especial, o The Hollywood Reporter parece ter esclarecido alguns dos motivos que levaram a esses problemas. Segundo o veículo, a produção se perdeu no meio do caminho, e o que começou como um antídoto à ação e às explosões de “Apocalipse”, acabou por seguir o mesmo caminho. Até mesmo a insistência do diretor James Cameron para que o seu “Alita: Anjo de Combate” tivesse o lançamento alterado, empurrando assim “Fênix Negra” para a temporada de verão, teriam colaborado para o fracasso.

Geladeira

Seja como for, a franquia ficará de molho por um bom tempo. “Não existe pressa nenhuma de trazer X-Men de volta ao mercado depois disso. E quando voltarem, eles estenderão a vida da Marvel por mais 10 anos”, revelou um dos produtores do longa. Já Paul Dergarabedian, especialista em performance de box office, acredita que: “Não se deve descartar uma grande franquia porque um filme teve resultados ruins. É sempre uma lição, e existem várias lições a serem aprendidas com esse caso.” X-Men: Fênix Negra está em cartaz nos cinemas de todo o país.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui