A Marvel Studios revolucionou o cinema estilo blockbuster em Hollywood. Mesmo que falem que o gênero de filmes de heróis se esgotou, e que se menospreze a qualidade das adaptações, fato é que a MCU se conecta com o público de forma especial, e é a franquia de filmes de heróis com maior bilheteria da história.

O mais incrível é que esse império foi construído com personagens que outros estúdios recusaram e com a ajuda de sucessos inesperados, como Pantera Negra, Homem-Formiga, Doutor Estranho e Guardiões da Galáxia.

Mas um dos aspectos mais criticados dos filmes da Marvel é a construção dos seus antagonistas. Os vilões não são tão interessantes quanto os heróis, e dar os mesmos poderes para ambos deixava tudo mais chato. E a prova disso é que até a chegada de Os Vingadores (2012), o único vilão de verdade na MCU era Loki, apresentado em Thor (2011).

Porém, a Marvel Studios foi corrigindo esse aspecto, e passou a oferecer uma maior variedade de heróis e vilões, para divertir e surpreender a audiência, que sempre quer mais. A seguir, o ranking com os vilões mais interessantes do Universo Cinematográfico da Marvel, ordenados do pior para o melhor.

 

 

7. Ultron (James Spader)

Vingadores: A Era de Ultron (2015), de Joss Whedon

Tinha tudo para ser o vilão perfeito, mas o roteiro o transformou em um mais do mesmo, deixando o androide na condição de vilão comum. Mesmo assim, teve momentos extraordinários.

 

6. Ego (Kurt Russell)

Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017), de James Gunn

Um dos vilões mais surpreendentes. Não é o primeiro pai de um herói a ser uma grande ameaça, mas nenhum foi tão engenhosamente encantador e diabolicamente cruel. No final, foi derrotado, mas era um antagonista psicologicamente muito interessante.

 

5. Zemo (Daniel Brühl)

Capitão América: Guerra Civil (2016), de Anthony e Joe Russo

O primeiro e único humano da lista sem poderes ou que recebeu ajuda de recursos tecnológicos especiais. Era um vilão cujo principal poder era o seu intelecto, enlouquecendo os heróis. Um inimigo inesperado, com um plano (quase) perfeito de dividir os Vingadores.

 

4. Adrian Toomes, aka Abutre (Michael Keaton)

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017), de Jon Watts

Outro humano, mas um Tony Stark ressentido e com restrições orçamentárias. Um pai de família cuja filha é a ficante do Peter Parker. Uma relação entre herói e vilão muito interessante. E é o Batman de Tim Burton enfrentando o Homem-Aranha, e isso merece respeito. No final, não era tão perigoso assim, mas rendeu uma boa briga.

 

3. Erik Killmonger (Michael B. Jordan)

Pantera Negra (2018) de Ryan Coogler

O vilão mais trágico que a Marvel apresentou até agora. Em outro filme, poderia muito bem ser o herói, mas o seu rancor e sua fúria o levaram para o ‘lado escuro’ da questão. Tem a inteligência e a força que esperamos de um grande antagonista, mas seu roteiro com decisões questionáveis o levaram para uma derrota inevitável.

 

2. Loki (Tom Hiddleston)

Thor (2011) de Kenneth Branagh, Os Vingadores (2012) de Joss Whedon, Thor: O Mundo Sombrio (2013) de Alan Taylor, Thor: Ragnarok (2017) de Taika Waititi e Vingadores: Guerra Infinita (2018), de Joe e Anthony Russo.

O primeiro grande vilão da MCU e, sem sombra de dúvidas, o mais divertido de todos. Carismático e popular, foi evoluindo ao longo de cinco filmes, mas se manteve fiel à sua essência. Tem tudo o que você quer encontrar em um antagonista, e é encarnado por um ator estupendo.

 

1. Thanos (Josh Brolin)

Vingadores: Guerra Infinita (2018) de Anthony e Joe Russo, e Vingadores: Ultimato (2019), de Anthony e Joe Russo

Conhecemos ele no filme mais ambicioso da Marvel Studios, e roubou a cena por completo. É o vilão definitivo da MCU. Conhecemos a sua história, suas motivações, o seu poder. Ele foi o único vilão da MCU que venceu. Um ser terrivelmente mau, que terminou o dia olhando o entardecer, contemplando a sua maior vitória. É vilão para você aplaudir de pé.