Mais uma lista de final de ano. Dessa vez, vamos listar os filmes mais divertidos de 2018. Não vamos estabelecer uma ordem de importância, mas subentende-se que são os filmes onde foi bem fácil sentar na frente da tela para simplesmente se distrair com um entretenimento fácil.

 

Os filmes mais divertidos de 2018

Homem-Formiga e a Vespa: funcionou na primeira vez, e funcionou na segunda vez também. Um alívio cômico mais do que necessário depois do desfecho trágico de Vingadores: Guerra Infinita. Se tem alguma coisa que eu peço todas as noites antes de dormir é: “Paul Rudd como Homem-Formiga por muitos anos”.

Com Amor, Simon: refrescante comédia romântica que não se desvia demais da fórmula exaustivamente explorada, ao mesmo tempo que o faz por uma ótica tão ignorada por Hollywood. Com um roteiro que sabe o que quer e um protagonista carismático, é filme para ser saboreado.

O Retorno de Mary Poppns: Emily Blunt está a altura de Julie Andrews. E, para mim, é difícil escrever isso. Ao mesmo tempo, é merecido: o filme foi muito bem atualizado, se conectando com o novo público e abrindo as portas para novas possibilidades para a personagem.

Ilha de Cachorros: uma animação diferente e surpreendente, com beleza visual difícil de se obter. Poderia parecer superficial em seu retrato da cultura nipônica, mas ao menos evita os tópicos mais insossos e entrega uma aventura com muito coração e estimulante leque de personagens.

Lady Bird: uma comédia que não busca tanto o riso do espectador, mas que possui momentos divertidos na sua história, onde nos identificamos e conectamos com a sua protagonista, uma adolescente que passa por um momento chave na sua vida e que tem um relacionamento difícil com a mãe.

Os Incríveis 2: não chega ao mesmo nível do primeiro filme, mas oferece uma grande aventura com uma quantidade enorme de cenas engraçadíssimas, especialmente pela inversão de papeis no casal protagonista. Pode ter se limitado pela ausência do fator surpresa e pelo excesso de filmes de heróis no mercado.

A Noite do Jogo: um filme do tipo Sessão da Tarde que surpreende por ser honesto, por acertar na dinâmica entre os três casais protagonistas, por contar com várias surpresas efetivas, cenas bem inspiradas e secundários que não deixam o ritmo cair.

WiFi Ralph – Quebrando a Internet: sequência espetacular, que não se limita a repetir o que vimos no primeiro filme, e que leva os seus carismáticos protagonistas a uma aventura completamente diferente, permitindo a evolução dos dois. As referências voltam a ser essenciais para a construção do humor, e a transição do mundo dos games para a internet é perfeita.

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas: divertida paródia do universo DC inteligente o suficiente para se sustentar como um filme que vai além das piadas óbvias. Seu ritmo endiabrado e o arsenal de referências colocam esse filme como um dos mais divertidos de 2018.

Eu, Tonya: comédia de humor negro que aborda com valentia um polêmico caso real para brincar com a fronteira entre o drama e o humor sobre o que acontece com a protagonista (estupendamente interpretada por Margott Robbie) Tonya, a partir dos seus 15 anos de idade. Tudo é muito bem acertado, com um toque documental que deu maior identidade ao resultado final.

Deadpool 2: divertido? Sim. Engraçado? Sim. Merece estar nessa lista? Talvez não. Para mim, este é um dos melhores filmes de 2018. Por isso, deve ir para uma lista futura.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui