Quando uma série é cancelada, a dor invade o coração dos seus fãs. É um sentimento de perda e pesar, quase como se a pessoa tivesse perdido um parente muito próximo, ou um amigo de toda vida. Em alguns casos, o luto demonstrado pela audiência se transforma em comoção coletiva e, em alguns casos (que são raros), ou a série recebe um final digno, ou ela é resgatada por um outro canal ou plataforma de streaming.

Mas no caso da Netflix, parece que a dor é ainda mais aguda, ou que a facada é sempre mais profunda. Não são poucos os casos de cancelamentos na plataforma de streaming que geraram muito barulho e comoção ainda maior na sua base de fãs, que aparentemente é bem mais generosa do que a suposta baixa audiência que a plataforma alega que a série em questão registra.

Um clássico exemplo disso aconteceu na época do cancelamento de Sense8. Por mais que a Netflix tenha deixado claro que os motivos para o cancelamento da série foram 1) elevados custos de produção (algo que era bem possível, uma vez que a série tinha várias cidades ao redor do planeta como locação) e 2) baixa audiência (a relação custo/benefício não se pagava), os fãs (que fizeram barulho mesmo) não se conformavam com o fim da série. Resultado: os diversos manifestos para salvá-la resultaram em um episódio final com duas horas de duração.

Já no caso de One Day at a Time, a reação foi mais ou menos a mesma. O anúncio do fim da série deixou muita gente de luto, incluindo os próprios membros do elenco. A série foi um sucesso inesperado, uma vez que era uma sitcom clássica (com claque), gênero que quase caiu em extinção na TV (mas que deve voltar, uma vez que são mais baratas e envolvem menos riscos de investimento para os canais). Porém, um bom texto, personagens carismáticos e atores competentes fizeram a comédia cair no gosto de muita gente.

E como a Netflix não revela os seus índices de audiência, sempre ficamos na dúvida: será que realmente aquela série não era vista por ninguém, mas era justamente a queridinha dos fãs na internet, ou a geração conectada? Será que a Netflix não deveria, de alguma forma, dar um certo prestígio para esses fãs? Ou é apenas uma meia dúzia que faz barulho demais, twittando sem parar?

Só vamos conseguir responder tais perguntas quando a Netflix decidir abrir os números reais de exibição de suas séries. Até lá, só vamos ficar na dúvida. E muita gente vai ficando com o coração sangrando de tanta tristeza por causa dos cancelamentos de suas séries preferidas. E sem saber se era só aquela pessoa que assistia a uma determinada série.

Acredite… eu entendo a dor de vocês. E eu sou solidário nos momentos de tristeza e sofrimento.