narcos

A Abertura de Narcos para a sua terceira temporada passou por uma repaginação, já que agora está focada no Cartel de Cali. Nas primeiras temporadas, ouvimos a canção de abertura “Tuyo”, composta pelo brasileiro Rodrigo Amarante.

É uma letra apaixonada, mas que esconde na verdade o sentimento de dominação e narcisismo.

Quando Amarante foi solicitado para compor a canção para Narcos, ele se concentrou na história de Pablo Escobar antes de se transformar no ambicioso e sanguinário que foi. Ele leu a história de Escobar, mas deixou sua imaginação correr, pensando na infância dele na década de 1950, a vida que vivia e o universo ao que ele pertencia.

 

 

Amarante revela que também pensou na mãe de Pablo, Hermilda Gaviria. Na vida familiar e no que ela fez pelos seus filhos, sem apoio de seu marido. Ele deixou correr sua imaginação até a época em que Hermilda era criança, como jovem com ilusões com o amor e com Carlos Gardel. Amarante chegou a imaginar que a trágica morte de Gardel teria afetado a própria Hermilda, assim como os muitos fãs do músico.

Logo, esta base materna e apaixonada é a base de inspiração para o tema de abertura de Narcos: Pablo Escobar vendo sua mãe apaixonada por uma voz no rádio, por uma voz que ela suspirava.

Analisando a letra, vemos uma entrega total. Mas apesar de mostrar um amor profundo e intenso de um homem, víamos aqui uma história de narcisismo extremo, como se tudo o que se deseja basta olhar para aparecer. O protagonista da história se coloca no papel de ser o único que pode satisfazer os desejos do outro, o que qualifica a música como uma história de narcisismo, cheia de sentimentos dominantes para outra pessoa.

“Tuyo” ficou como tema de abertura, mesmo com a mudança da série para o Cartel de Cali. As imagens da abertura mudaram, mostrando a essência da nova fase de Narcos.

 

 

 

 

+info