Lá vou eu gerar polêmica…

John Bailey é um senhor com 76 anos de idade. Ele pode não parecer alguém importante para você, mas se você é viciado em cinema, ele é bem importante. Bailey é ninguém menos que o presidente da Academia de Hollywood, responsável pelo Oscar. Logo, o que ele fala tem peso.

E a última que ele disparou recentemente foi a frase a seguir:

 

“Hollywood está criando um monstro de apetite insaciável com os blockbusters. Em algum ponto, isso vai explodir.”

 

Sim. Um senhor de 76 anos de idade disse isso.

E eu acho que o problema aqui não está na idade. Está na frase mesmo. No contexto da frase.

 

 

Um monstro bem lucrativo até agora

 

O “monstro” que Bailey cita fez com que uma nova geração de fãs de cinema crescesse a olhos vistos. A indústria do cinema lucra menos que os videogames, e o ano de 2019 só está sendo tão fantástico como se apresenta por causa dos blockbusters. O ano em que estamos é aquele com maior número de estreias de filmes de grande orçamento da história, e pelos filmes que já vimos até agora, podemos afirmar que é um dos melhores anos para o cinema.

Além disso, as pessoas que foram ao cinema para ver um blockbuster acabaram voltando para as salas de cinema para ver os filmes menores, pois a experiência é tão rica, que sempre vale a pena voltar ao cinema para ver outros filmes.

Eu não sei se o monstro do blockbuster vai explodir. Tá, podemos ficar saturados de filmes com enorme orçamento o tempo todo, mas não vai ser por causa disso que as pessoas vão deixar de ir ao cinema. Ingressos caros, um serviço de má qualidade e uma certa indiferença da Academia de Hollywood para premiar os blockbusters são mais letais ao cinema.

Então, sr. John Bailey, reveja um pouco os seus conceitos. O cinema precisa dos blockbusters. E se era para o monstro explodir, já era para ter acontecido. Desde Star Wars as pessoas estão dando voltas no quarteirão para assistir grandes filmes.

E no lugar de ser o profeta do apocalipse, você deveria agradecer pelos grandes filmes existirem. São eles que justificam o seu salário na Academia de Hollywood.

 

+info