A Netflix iniciou a abordar o tema do assédio sexual com os membros do elenco da série 13 Reasons Why.

As filmagens da segunda temporada começaram, e os novos episódios incorporam novos personagens. Um deles é o ator Tommy Dofrman, que informou que toda a equipe de produção da série está passando por reuniões para lidar com os escândalos recentes de assédio sexual.

A Netflix está deixando claro para todo mundo que este é um comportamento inaceitável, e aqueles que se sentirem inseguros devem se aproximar e compartilhar sobre eventuais casos.

Começar por 13 Reasons Why é algo muito simbólico, já que a série abordou na primeira temporada o tema da agressão sexual, e sem tabus.

Problemáticas como bullying, suicídio, assédio e a violência sexual foram abordadas na série de forma visceral. Muitos na época criticaram a produção, mas hoje, com tantos escândalos, vemos que 13 Reasons Why não estava tão errada assim.

Internamente, a Netflix quer prevenir os comportamentos que podem ser interpretados como assédio, tentando assim evitar o “efeito Weinstein”.

Tommy Dorfman, de 25 anos, foi o único membro do elenco de 13 Reasons Why a se pronunciar sobre a estratégia da Netflix, e lembra que é muito comum em Hollywood ter as pessoas lembrando sobre o comportamento de alguns na indústria.

Apesar da série citar muito de perto os temas polêmicos, a Netflix deixa claro quais são os comportamentos que não serão permitidos, alem das consequências provocadas.

A medida pode ser apenas o começo. Enquanto isso, a Netflix e a produtora Media Rights Capital habilitaram uma linha telefônica para denúncias anônimas, além de oferecer assistência legal em casos de assédio.

 

Via THR