Ontem (21), o hemisfério norte presenciou o eclipse solar, mas nem todos foram beneficiados com o evento. A Netflix, por exemplo, perdeu 10% de sua audiência por causa do fenômeno.

A própria Netflix compartilhou essa informação com a sua audiência nas redes sociais.

10% pode parecer pouco para a gigante de streaming, que conta hoje com 50 milhões de assinantes. Mas vale lembrar que 53% desses assinantes estão nos Estados Unidos. Ou seja, é um público considerável.

O eclipse do Sol de 21 de agosto foi o primeiro a ser visível nos Estados Unidos desde 1918, e o próximo a ser visível no país só vai acontecer em abril de 2024. De modo que a Netflix tem um bom tempo para se preparar para fazer uma transmissão ao vivo do eclipse na plataforma. Só para garantir a audiência.

 

Via Netflix