Boogie Nights

Todo mundo tem um passado. Inclusive Mark Wahlberg.

O hoje bem sucedido ator já foi rapper e modelo. Mas essas duas atividades profissionais não o envergonharam tanto quanto fazer o filme Boogie Nights que, apesar de ter dado notoriedade, o rendeu também arrependimento por ter participado do projeto.

Para Mark, Boogie Nights é o filme pelo qual ele pede perdão a Deus. É uma revelação surpreendente, pois o filme foi bem acolhido. Porém, é uma declaração compreensível quando Wahlberg lembra sua filmografia a partir de um ponto de vista religioso.

 

“Sempre espero que Deus seja um cinéfilo, e que me perdoe porque no passado eu escolhi projetos questionáveis.”

 

 

Lembrando o enredo de Boogie Nighs: o filme mostra a indústria pornô das décadas de 1970 e 1980, e Walhberg interpreta Dirk Diggler, que tem uma acensão dentro desse formato de cinema, e o seu órgão sexual viril tinha papel decisivo nesse aspecto.

Não dá para saber se Deus (caso ele realmente exista) assistiria um filme com essa temática, mas o fato de ver Walhberg pedir perdão por ter feito, e destacar, à sua maneira, esse filme como o pior de sua filmografia é algo no mínimo chamativo.

O ator também destacou que nunca teve problemas em falar sobre o seu passado, incluindo suas condenações pelos diversos delitos enquanto era jovem. Dá para imaginar a fé ajudando a reconduzir a sua carreira, já que ele esteve envolvido em muitas causas para ajudar diversas pessoas.

 

Via ET Canada