os últimos jedi

Mark Hamill mudou de ideia, e decidiu apoiar totalmente a Rian Johnson depois que suas palavras foram usadas por detratores de Star Wars: Os Últimos Jedi para criticar as decisões tomadas pelo roteirista e diretor.

O ator confessou que ficou surpreso com o roteiro, e revelou que era contra essa versão de Luke Skywalker. Os fãs mais descontentes com o filme começaram a compartilhar o ponto de vista de Hamill, que por sua vez esclareceu que tais declarações não representavam sua opinião sobre o filme, e que eram apenas as habituais diferenças criativas.

Hamill afirma que se arrependeu em expressar suas dúvidas e inseguranças em público, e tudo o que ele queria era fazer um bom filme, e recebeu de Johnson um grande filme.

No YouTube, vários vídeos manipulam imagens e declarações de Mark Hamill para transmitir a ideia de que ele estava decepcionado com o Episódio VIII. Por outro lado, centenas de memes sobre o filme surgiram na internet, mostrando que o principal argumento do ator para afirmar que seu Luke jamais teria feito o que vimos em Os Últimos Jedi era, na prática, um argumento falido: um Jedi jamais se rende.

 

Traduzindo para quem não manja muito dos paranauês do inglês:

Hamill: Os Últimos Jedi é uma traição ao personagem Luke. Um verdadeiro Jedi lutaria depois de cometer um erro que liberou o Lado Negro em uma galáxia inconsistente.

Obi-Wan: De fato, quando meu aprendiz se transformou em Darth Vader, me escondi em um planeta deserto, com um nome falso, esperando que ninguém me reconhecesse.

Yoda: Sim, me escapou totalmente o fato que Palpatine era um Lord Sith, de modo que fugi e vivi em um pântano. É isso o que parece ser um Jedi.

Em resumo, fãs xiitas de Star Wars: mestres Jedi fogem e se escondem. Sempre fizeram isso.

Aceitem, que dói menos.

 

Via @HamillHimself