Liga da Justiça

Falta pouco para Liga da Justiça estrear, e os detalhes da complicada produção continuam a aparecer. A pressão para o filme dar certo é enorme, e só aumentou quando foi revelado o custo final da produção.

Liga da Justiça tem apenas duas horas de duração, uma decisão tomada por Kevin Tsujira (diretor chefe da Warner). É meia hora a menos que o decepcionante Batman vs Superman.

Zack Snyder entregou a primeira montagem de duas horas no começo de 2017, e a Warner entendia que o filme poderia melhorar. Regravaram algumas cenas, e o orçamento disparou.

Desde o começo, todos os envolvidos no projeto queriam um Liga da Justiça mais leve e divertido que Batman vs Superman, e a Warner entendeu que Snyder não alcançou esse objetivo. Por isso, chamaram Joss Whedon para escrever novas cenas (nesse meio tempo, Snyder não retornou para o projeto por conta de uma tragédia familiar) e finalizar o projeto.

Dito tudo isso… Liga da Justiça custou inacreditáveis US$ 300 milhões. Batman vs Superman custou US$ 250 milhões. Pelo visto, as refilmagens com as cenas de Whedon funcionou para a Warner, e o filme recebeu comentários positivos nos primeiros screeners. Comentários similares aos que Mulher-Maravilha recebeu em sua época (Wonder Woman custou US$ 150 milhões, e arrecadou mais de US$ 800 milhões).

Jason Momoa (Aquaman), revelou em entrevista para a BBC Radio que Liga da Justiça tem uma cena pós créditos (fiquem avisados desde já), mas não soltou spoilers sobre a cena. Há teorias que apontam para a primeira aparição de Darkseid, ou a volta do Lanterna Verde, ou apenas um teaser de Aquaman, próximo filme da Warner/DC.

Chama a atenção a inclusão dessa cena, em clara tentativa de se aproximar do estilo da Marvel (há pelo menos uma cena pós créditos em cada um dos 17 filmes produzidos até agora pela MCU). No Universo DC, nenhum dos filmes desde O Homem de Aço contam com cenas pós créditos, com exceção foi Esquadrão Suicida.

Liga da Justiça estreia no Brasil em 14 de novembro.

 

Via WSJ, ScreenRant