Jeremy Renner, você me preocupa. E suas escolhas me preocupam mais ainda.

Não que a sua vida deveria ser da minha conta. Não é. Você faz o que você quiser de sua existência no planeta, e você conduz a sua carreira da forma como achar melhor.

Mas… deixar de fazer parte de duas franquias GIGANTESCAS para priorizar o filme dos amigos que brincam de pega-pega? WTF? Jeremy?

Nessa semana, ficamos sabendo que Jeremy Renner ficou de fora de Missão: Impossível – Efeito Fallout por conflitos de agenda com a produção de Vingadores 4 (é importante lembrar que Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores 4 foram produzidos ao mesmo tempo e, mesmo assim, para não ficar de fora de Te Peguei!, Renner ficou de fora de Guerra Infinita).

A boa notícia aqui é que sabemos que o personagem de Renner na franquia capitaneada hoje por Tom Cruise (aos 56 anos, correndo até com o tornozelo quebrado) não está morto. A ideia era matar o seu personagem logo no começo do filme, mas o ator se recusou a ficar apenas três dias nos sets de filmagem para morrer.

Mesmo assim… eu prefiro morrer em Missão: Impossível do que permanecer vivo em Te Peguei! Se bem que nem tudo é participação nos lucros. Eu entendo você, menino Jeremy.

Mas ainda não dá para explicar a ausência em Guerra Infinita, pelos mesmos motivos. E olha que ele não entraria na lista de desaparecidos de Thanos (como não entrou), já que faz parte do time original dos Vingadores.

E isso, que eu nem estou comentando sobre o fato de você ter dito em entrevista que a Viúva Negra era “uma vadia” (e você teve que se desculpar depois sobre isso, lembra?).

De qualquer forma, você me preocupa, Jeremy Renner. Mesmo ficando vivo em duas franquias gigantescas.

Eu quero saber o que você fumou para escolher o Te Peguei como o seu principal projeto cimatográfico de 2018. Se esse filme não fizer me mijar de rir, eu quero ficar longe desse tal troço que você fumou. De verdade.

Sim… eu estou falando isso sem ver o filme, que estreou no Brasil em junho de 2018. Vou ver nesse final de semana.

Volto aqui para contar o que achei da brincadeira de pega-pega.