mulher-maravilha

Mulher-Maravilha é um sucesso incontestável, com mais de US$ 800 milhões de bilheteria, sem falar que crítica e público hoje amam Diana Prince (Gal Gadot). Porém, nem todo mundo gostou do filme.

James Cameron, diretor de alguns dos filmes com maior bilheteria da história, é conhecido por apresentar mulheres fortes nos seus filmes. E não se impressionou com Mulher-Maravilha, afirmando que o um filme é “um passo para trás” em como ele retrata a heroína.

Palavras de Cameron:

“Todos os aplausos e tapinhas nas costas de Hollywood em relação à Mulher-Maravilha foi muito equivocada. É um ícone objetificado. É só o Hollywood masculino fazendo mais de mesmo! Não estou dizendo que não gostei do filme, mas para mim, ele é um passo para trás.

Sarah Connor não era um ícone de beleza. Era uma mulher forte, cheia de problemas, uma péssima mãe, que ganhou respeito por méritos próprios. Para mim, o benefício aqui é muito óbvio. Quero dizer, metade do público é feminino.”

As críticas à Cameron vieram rapidamente. Patty Jenkins, diretora de Mulher-Maravilha, usou o Twitter para responder ao diretor de Terminator:

“A incapacidade de James Cameron para entender o que é Mulher-Maravilha, ou o que representa para as mulheres de todo mundo não surpreende porque, apesar dele ser um grande cineasta, ele não é uma mulher. As mulheres fortes são geniais. (…) Se as mulheres precisam ser sempre difíceis, duras e ter muitos problemas para serem fortes, e não somos livres para ser multidimensionais ou celebrar um ícone das mulheres de todas as partes, porque é atraente e carinhosa, então não chegamos muito longe, verdade? Creio que as mulheres podem e devem ser TUDO, exatamente como os protagonistas masculinos devem ser. Não há forma certa e errada para uma mulher poderosa, E o enorme público feminino que fez com que o filme fosse o sucesso que foi pode escolher e julgar os seus próprios ícones de progresso.”

Jenkins tem argumentos muito lógicos para responder sobre as mulheres fortes, a necessidade de variedade nas protagonistas e, o mais importante: todas as mulheres que defenderam Mulher-Maravilha estão erradas?

Cameron basicamente se autoproclamou como o mais indicado para dizer para os mulheres qual é o tipo de ícone feminino que ela deve aplaudir.

Seria recalque por parte de James Cameron? Ou ignorância mesmo?

 

Via The Guardian