O plot twist final de Vingadores: Guerra Infinita fez todos esperarem com ansiedade por Vingadores: Ultimato. A Marvel protege os principais segredos do futuro filme com o máximo de cuidado, porém, nem todos os segredos podem ser protegidos do Homem-Aranha.

A Sony está pressionando para iniciar as ações promocionais de Homem-Aranha: Longe de Casa, filme que estreia logo depois de Vingadores: Ultimato. E o grande problema aqui é o filme protagonizado por Tom Holland pode antecipar informações sobre os eventos do principal filme da Marvel em 2019.

O Universo Cinematográfico da Marvel já é bem complexo, e é muito difícil conectar tantos filmes em uma trama única. Logo, é altamente recomendado ver todos os filmes na ordem cronológica, deixando Guerra Infinita para o fim, já que a sua última cena amarra bem as pontas abertas até agora.

O final de Guerra Infinita deixou bem claro o que aconteceu com Peter Parker. Bem sabemos que a Capitã Marvel será determinante na derrota de Thanos e que as vítimas do genocídio serão resgatadas. Mas ninguém sabe como isso vai acontecer.

Como Homem-Aranha: Longe de Casa estreia em julho de 2019, apenas dois meses depois de Ultimato, não dá para saber como a MCU vai estabelecer a sua ordem cronológica para esse filme. Sabemos que Nick Fury e Maria Hill vão aparecer em Longe de Casa. Mas… o filme acontecerá no passado (antes) ou no futuro (depois de Ultimato)?

Agora, Amy Pascal (que promoveu Homecoming) e a Sony estão com pressa para aproveitar o bom momento de Tom Holland como ator, e isso choca frontalmente com os planos da Marvel com Ultimato.

Diante de tudo isso, existem duas possibilidades:

1. Sony e Marvel serão extremamente cuidadosas para não mostrar spoilers que comprometam o sucesso de Vingadores: Ultimato, algo que é bem difícil.

2. Em caso de spoilers, farão com que obriguem a todos a assistirem primeiro ao Ultimato, para logo depois assistirem ao Longe de Casa.

 

Em resumo: só o Neo (de Matrix) pode evitar os spoilers a essa altura do campeonato. Logo, tome muito cuidado para não sofrer de desgosto.

 

Via Vanity Fair