Último episódio de Game of Thrones foi exibido no último domingo (Reprodução)

O futuro da produção de conteúdo está em risco. Ao menos é o que acredita o especialista Simon Trudelle, que é diretor sênior de marketing da empresa Nagra, que é uma das mais conhecidas no mundo em tecnologia e softwares contra a pirataria. Ele usa o sucesso de Game of Thrones explicar sua opinião.

Em entrevista concedida ao colunista Ricardo Feltrin, do portal UOL, ele explicou que os responsáveis pela pirataria ficaram mais ansiosos com a exibição do episódio final da série do que os próprios fãs da produção. O desfecho de um dos maiores sucessos dos últimos anos na telinha foi exibido na noite deste domingo (19).

Produção de conteúdo em risco

“A ameaça da pirataria ao redor de Game of Thrones claramente indica que estamos operando em um mercado consumidor globalmente conectado. Isso também torna significativamente mais difícil para a indústria financiar e desenvolver novos e divertidos conteúdos para os consumidores”, contou Simon.

Isso tudo significa que, caso a pirataria não seja combatida no presente, a produção de conteúdo no futuro poderá estar em um grave risco. Com a diminuição de suas receitas, os estúdios e emissoras devem parar de investir em superproduções, como é o caso de Game of Thrones, que custa uma fortuna e poderia trazer muito mais lucro sem a pirataria.

Simon explica que o primeiro dano a curto prazo é a qualidade inferior que o seriado da HBO é transmitido via pirata. A médio e longo prazo, o programa sofrera uma grande depreciação e a pirataria deve prejudicar muitas pessoas que trabalham nos bastidores da criação de conteúdo. Além de combater, também é necessário identificar e expor os responsáveis.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui